LÍNGUA E IDENTIDADE: A AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE ATRAVÉS DAS ESCOLHAS LEXICAIS EM TEXTOS JORNALÍSTICOS

  • Fernando Ferreira dos Santos
  • Celso Ferrarezi Júnior Universidade Federal de Alfenas
Palavras-chave: Linguística

Resumo

LÍNGUA E IDENTIDADE: A AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE ATRAVÉS DAS ESCOLHAS LEXICAIS EM TEXTOS JORNALÍSTICOS

Resumo: O presente artigo destina-se à análise da identidade ideológica delimitada por escolhas lexicais em discursos jornalísticos. Para recolher elementos do objeto de estudo, escolhemos pares de textos que tratam de um mesmo assunto, mas oriundos de fontes ideologicamente distintas. Pela análise das escolhas lexicais, pretendemos identificar a tentativa dos autores de construir ou reforçar sua identidade ideológica. Toma-se com referência, o conceito de identidade presente em SILVA, 2000, p. 106, a saber: a identidade é "construída a partir do reconhecimento de alguma origem comum ou de características que são partilhadas com outros grupos ou pessoas, ou ainda, a partir de um mesmo ideal”.

Palavras-chaves: identidade; ideologia; escolhas lexicais; discurso.

 

LANGUAGE AND IDENTITY: THE STATEMENT OF IDENTITY THROUGH LEXIC CHOICES IN JOURNALISTIC TEXTS

Abstract: The present article aims to analyze the ideological identity delimited by lexical choices in journalistic discourses. In order to collect elements of the object of study, we choose pairs of texts published in different media that deal with the same subject, but come from ideologically distinct sources. By analyzing the lexical choices, we intend to identify an attempt by the authors to construct or reinforce their ideological identity. The main reference is made in the present concept in SILVA, 2000, p. 106, namely: identity is "built from the recognition of some common origin or characteristics that are shared with other groups or people, or even from the same ideal."

Keywords: identity; ideology; lexical choices; discourse.

 

LENGUA E IDENTIDAD: LA AFIRMACIÓN DE LA IDENTIDAD A TRAVÉS DE LAS ELECCIONES LEXICALES EN TEXTOS PERIODÍSTICOS

Resumen: Este artículo pretende analizar la identidad ideológica delimitada por elecciones léxicas en los discursos periodísticos. Con el fin de recopilar elementos del objeto de estudio, seleccionamos pares de textos publicados en diferentes medios que tratan el mismo tema, pero que provienen de fuentes ideológicamente diferentes. Al analizar las elecciones léxicas, pretende identificar un intento de los autores para construir o reforzar su identidad ideológica. El concepto de identidad presente en SILVA, 2000, p. 106, a saber: la identidad se "construye a partir del reconocimiento de algún origen común o características que se comparten con otros grupos o personas, o incluso desde el mismo ideal".

Palabras clave: identidad; ideología; elecciones léxicas; discurso.

Biografia do Autor

Fernando Ferreira dos Santos
Graduando em Letras pela UNIFAL-MG – Universidade Federal de Alfenas
Celso Ferrarezi Júnior, Universidade Federal de Alfenas
Professor Dr. Celso Ferrarezi Junior. Docente do Instituto de Ciências Humanas e Letras e líder do Grupo de Pesquisas Linguísticas Descritivas, Teóricas e Aplicadas – UNIFAL/MG

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 9. ed. São Paulo: HUCITEC, 1999.

ANTUNES, Irandé. Língua, texto e ensino: outra escola possível. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

CASTRO, Gabriel. Comissão da Verdade ressuscita debate por flexibilização da Lei de Anistia. Revista VEJA, 10 dez. 2014. Disponível em: <https://veja.abril.com.br/brasil/comissao-da-verdade-ressuscita-debate-por-flexibilizacao-da-lei-de-anistia/>. Acesso em 01 ago. 2018

CHOMSKY, N. Reflexões sobre a linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1975.

FOUCAULT. M. A Arqueologia do saber. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997. HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

GOMBATA, Marsílea. ‘Bolsa Estupro’: quando a vítima se torna criminosa. Revista Carta Capital, 06 jun. 2013, Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/politica/2018bolsa-estupro2019-e-risco-de-transformar-vitima-em-criminosa-1925.html>. Acessado em: 01 ago. 2018

HALL, S. Quem precisa de identidade? In: da Silva, Tomas Tadeu. (org.) Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 103-133. Hjelmslev, Louis. Prolegômenos a uma teoria da linguagem. São Paulo: Perspectiva, 1975. MAINGUENEAU, Dominique. Gênese dos Discursos. Curitiba: Criar Edições (2005).

LIMA, José Antonio. Comissão da Verdade pede a revisão da Lei da Anistia. Revista Carta Capital, 10 dez. 2014. Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/sociedade/comissao-da-verdade-pede-a-revisao-da-lei-da-anistia-3171.html>. Acesso em 01 ago. 2018

MARCUSCHI, Luiz Antônio. “O papel da lingüística no ensino de língua”. Conferência pronunciada no 1º Encontro de estudos Linguísticos-Culturais da UFPE, Recife, 2000

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística geral. Organização de Charles Bally e Albert Sechehaye com a colaboração de Albert Riedlinger. Trad. de Antônio Chelini, José Paulo Paes e Izidoro Blikstein. 24ª ed. São Paulo: Pensamento-Cultrix, 2002.

Scherer, Cardeal Odilo Pedro. Estatuto do Nascituro – em defesa da vida. Arquidiocese do Rio de Janeiro, 02 dez. 2013, Disponível em: <http://arqrio.org/formacao/detalhes/207/estatuto-do-nascituro-em-defesa-da-vida>. Acesso em 01 ago. 2018

SILVA, Tomaz Tadeu, A produção social da identidade e da diferença in Identidade e diferença. A perspectiva dos Estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2.000, pág. 73-102

Publicado
25-05-2019
Como Citar
dos SantosF. F., & JúniorC. F. (2019). LÍNGUA E IDENTIDADE: A AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE ATRAVÉS DAS ESCOLHAS LEXICAIS EM TEXTOS JORNALÍSTICOS. Revista (Entre Parênteses), 8(1). https://doi.org/10.32988/rep.v1n8.863
Seção
Dossiê Ciências do Léxico