Possibilidades de trabalho com a Língua Portuguesa

Palavras-chave: Formação docente. Ensino de Língua Portuguesa.

Resumo

Este dossiê da Revista (Entre Parênteses) propõe-se a receber submissões de artigos e ensaios sobre o tema “Possibilidades de trabalho com a Língua Portuguesa”. É de especial interesse acolher contribuições que apresentem reflexões para a área em questão, em suas diferentes vertentes. Buscam-se estudos/pesquisas que apresentem discussões que se insiram nos seguintes eixos: Ensino; Formação de Professores; Elaboração e Análise de Materiais Didáticos. Os trabalhos podem ser de cunho teórico (conceitos e princípios) ou experimental (análises de gêneros discursivos), ou podem discutir experiências pedagógicas de ensino da linguagem. Também serão aceitos relatos de experiência que tratem de práticas de ensino de português - língua materna/segunda/estrangeira ou de práticas de ensino em contextos de formação de professores para o ensino de português - língua materna/segunda/estrangeira.

Biografia do Autor

Rosângela Rodrigues Borges , UNIFAL-MG

Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1997), mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Uberlândia (2004) e doutorado em Letras (Filologia e Língua Portuguesa) na USP. Atualmente é professora no Curso de Letras e no Mestrado em História Ibérica da Universidade Federal de Alfenas. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: letramentos, gêneros do discurso acadêmicos e oficiais, ensino de língua e tecnologias.

Vanda Mari Trombetta, Universidade Federal Tecnológica do Paraná

Possui graduação em Letras (Português/Inglês) pela Faculdade de Ciências e Humanidades de Pato Branco, especialização em Linguística Aplicada ao Ensino de Línguas, mestrado em Letras na área de Estudos Linguísticos (UPF) e doutorado em Letras (USP). Docente da Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UTFPR). Atua, principalmente, nos temas: leitura, escrita, gênero discursivo, dialogismo e formação de professor.

Artinésio Widnesse Saguate, Instituto Superior de Ciências e Tecnologia (ISCTEM) – Maputo, Moçambique

É Doutor em Letras, Área de Filologia e Língua Portuguesa, pela Universidade de São Paulo, no Brasil (2017); Mestre em Estudos Linguísticos, Área de Análise Linguística, pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", em São José do Rio Preto/SP, Brasil (2012), Licenciado em Ensino do Português pela Universidade Pedagógica/Delegação de Nampula, em Moçambique (2008), Bacharel em Ensino do Português pela Universidade Pedagógica/Delegação de Quelimane/Moçambique (2007). Exerceu atividades de docência na Universidade Pedagógica, Delegação de Nampula (entre 2012 e 2013; 2009 e 2010); na Academia Militar Samora Machel (entre 2012 e 2013); na Universidade Católica de Moçambique (entre 2009 e 2010). Tem experiência na área de Linguística (com ênfase em Ensino do Português e em Ensino Bilíngue: Português e Línguas Nativas moçambicanas); na área de Sociolinguística e Dialetologia (tendo atuado principalmente nos temas sobre variação do português, política linguística). Atualmente, tem interesse em aspectos como: escrita, letramento, leitura, discurso, particularmente no Ensino Bilíngue em Moçambique.

Patrícia Hilda Franzoni, Universidade de Buenos Aires (UBA) e Universidade Nacional de Entre Ríos (UNER) – Buenos Aires, Argentina

Licenciada em Letras-Orientação Linguística pela Universidade de Buenos Aires (1984), mestre em Linguística Aplicada - Língua Estrangeira pela Universidade Estadual de Campinas (1991) e doutora em Letras - Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (2019). É professora titular na Universidade Nacional de Entre Ríos (UNER, Argentina). Tem atuação em numerosos programas argentinos e estrangeiros de ensino e formação docente nos campos do espanhol como língua segunda e estrangeira, do italiano e do português, promovendo uma perspectiva plurilíngue e sociocultural da educação linguística, e como integrante de comissões oficiais produtoras de currículos de línguas para a educação básica e superior. Atuou, também, como formadora de tradutores na Universidade de Buenos Aires. Tem experiência na área da Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: educação em línguas e formação docente, design de materiais didáticos, letramento e currículo.

Referências

INSERIR
Publicado
25-06-2021
Como Citar
Borges R. R., Trombetta V. M., Saguate A. W., & FranzoniP. H. (2021). Possibilidades de trabalho com a Língua Portuguesa. Revista (Entre Parênteses), 10(1), e021000. Recuperado de https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/entreparenteses/article/view/1570