Um olhar sobre o filme Redemoinho (2016), inspirado no livro O mundo inimigo (2005), de Luiz Ruffato, sob a perspectiva da transcriação

  • Lucas Neiva da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF / SEE/MG Rede Estadual de Educação Profissional, SEE-MG, Brasil
Palavras-chave: Cinema. Literatura. Transcriação.

Resumo

Este ensaio apresenta algumas considerações sobre o processo de criação do filme Redemoinho (2016), dirigido por José Vilamarim, cujo enredo é inspirado no livro O mundo inimigo (2002), segundo volume da série Inferno Provisório, do escritor Luiz Ruffato. A perspectiva escolhida para a análise da obra fílmica é a da transcriação, conforme propõe Campos (2013).

Biografia do Autor

Lucas Neiva da Silva , Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF / SEE/MG Rede Estadual de Educação Profissional, SEE-MG, Brasil

Mestre em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); especialista em Revisão de Texto pela Faculdade, Cursos e Editora UnyLeya S/A; pós-graduado em Linguística Aplicada na Educação pela UCAM; pós-graduado em Ensino de Língua Portuguesa pelas FIJ; graduado em Letras: Língua Portuguesa / Língua Inglesa e respectivas literaturas pelas Faculdades Integradas de Cataguases (FIC). Professor efetivo de Língua Portuguesa da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais; corretor de redações, itens abertos e questões discursivas de avaliações educacionais em larga escala; revisor de texto. Cursou, como aluno especial, as disciplinas Cinema e Literatura e Literatura e Representação do doutorado em Estudos de Linguagens (Literatura, Estudos Comparados e Interartes) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Tem interesse nos estudos Interartes e Comparados (Cinema e Literatura - adaptação/ transcriação); letramento literário e ampliação de repertório.

Referências

AUMONT, Jacques (org.). A estética do filme. Tradução de Marina Appenzeller. 9. ed. Campinas: Papirus, 2012.

AURÉLIO Online. Disponível em: <https://dicionariodoaurelio.com/adaptacao>. Acesso em: 03/06/2021.

BARBOSA, João Alexandre. A literatura como conhecimento. In: _____. A biblioteca imaginária. São Paulo: Ateliê Editorial, 1996.

BAZIN, André. O cinema: ensaios. São Paulo: Brasiliense, 1991.

BORDINI, Maria Isabel da Silveira. Luiz Ruffato e o romance proletário no Brasil. Tese (doutorado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Letras/ Programa de Pós-Graduação em Letras. Belo Horizonte, 2019.

BORDWELL, David; THOMPSON, Kristin. A Arte do Cinema: Uma Introdução. Trad, Roberta Gregoli. Campinas, SP: Editora Unicamp; São Paulo, SP: Editora da USP, 2013.

CASTRO, Márcia Carrano. A construção do literário na prosa narrativa de Luiz Ruffato. Rio de Janeiro, 2010. Tese (Doutorado em Letras Vernáculas-Literatura Brasileira). Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

FERREIRA, Antonio Davi Delfino. Uma nova linha no multiverso: a transcriação do universo Marvel dos quadrinhos para o cinema. Anais Eletrônicos das Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos. São Paulo, 2018. Disponível em: <http://www2.eca.usp.br/anais2ajornada/edicaoatual_.php> Acesso em: 1º jun. 2021.

HUTCHEON, L. Uma teoria da adaptação. 2.ed. Florianópolis: UFSC, 2013. (Tradução: André Cechinel)

JOHNSON, R. Literatura e cinema, diálogo e recriação: o caso de Vidas secas. In: PELLEGRINI, T. et al. Literatura, cinema e televisão. São Paulo: Senac, 2003. p. 37-59.

MAZIERO, Aline Cristina. Da adaptação à transcriação: olhares sobre as transposições televisivas de o tempo e o vento. Caderno Seminal Digital, nº 29, v. 29 (JAN-JUN/2018). Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: Acesso em: 03 jun. 2021.

NOBREGA, Thelma Medici; TAPIA, Marcelo. Haroldo de Campos – Transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013.

RUFFATO, L. O mundo inimigo: Inferno Provisório vol. 2. Rio de Janeiro: Editora Record, 2005.

VILLAMARIM, J. L. Redemoinho. Produção: Vania Catani. Globo Filmes/Bananeiras Filmes, 2016.

XAVIER, I. Do texto ao filme: a trama, a cena e a construção do olhar no cinema. In: PELLEGRINI, T. et al. Literatura, cinema e televisão. São Paulo: Senac, 2003. p. 61 -89.

Publicado
07-03-2022
Como Citar
da SilvaL. N. Um olhar sobre o filme Redemoinho (2016), inspirado no livro O mundo inimigo (2005), de Luiz Ruffato, sob a perspectiva da transcriação. Trem de Letras, v. 9, n. 1, p. e022004, 7 mar. 2022.