Sobre a Revista

Foco e Escopo

A revista Trem de Letras, do Departamento de Letras da Unifal-MG, acolhe artigos, resenhas, ensaios,  traduções, relatos de experiência e squibs, em todos os campos dos estudos literários e linguísticos e na área de ensino e formação docente em fluxo contínuo ou números temáticos especiais organizados por diferentes editores.

Periodicidade

A Trem de Letras tem periodicidade semestral. Cada edição contempla (i) estudos linguísticos e (ii) estudos literários, além de trabalhos que versem sobre ensino de língua(gem) e literatura e formação docente para o ensino de língua(gem) e literatura. Os trabalhos são organizados em diferentes seções.

Além dos números semestrais, a cada ano, são publicados números temáticos especiais organizados por diferentes editores.

As publicações em fluxo contínuo, a partir de 2021, passam a ser “publicação contínua”, ou seja, trabalhos aceitos vão sendo incluídos:

    a) até o dia 30 de junho quando se encerra o primeiro volume e

   b) até o dia 30 de novembro quando se encerra o segundo volume.

Os números temáticos (dossiês) poderão ser publicados no sistema de publicação contínua ou não, a critério dos organizadores.

Processo de Avaliação pelos Pares

A avaliação é feita em duas instâncias: inicialmente pela gerência da revista e posteriormente por dois membros do Conselho Editorial ou dois pareceristas ad hoc ou para um membro do Conselho Editorial e um parecerista ad hoc. O trabalho poderá avaliado na terceira instância se houver pareceres distintos.

Os passos para a submissão, análise, avaliação e publicação são:

1 – Autor(es) submete(m) o trabalho observando as orientações para submissão.

2- A gerência editorial analisa se o texto está coerente com as normas e o escopo da revista e se não constam indícios que facilitem a identificação do(s) autor(es).

   2.1 Se não estiver de acordo, a gerência rejeita o trabalho e solicita que seja feita nova submissão.

   2.2 Se estiver de acordo com as normas e o escopo, a gerência encaminha o trabalho sem indicação de autoria para avaliação cega por pares.

3 – Em até 100 (cem) dias, os pareceristas ad hoc ou membros do Conselho Editorial, mantidos em anonimato, emitem uma das seguintes recomendações:

  - trabalho aceito para publicação;

  - trabalho não aceito para publicação ou

  - trabalho aceito para publicação desde que sejam feitas correções solicitadas pelo(s) parecerista(s).

4 – Haverá uma terceira avaliação, se o trabalho receber recomendações divergentes. Nesse caso, a gerência editorial, garantido o sigilo do teor dos dois primeiros pareceres, poderá solicitar:

  - parecer ad hoc a um terceiro parecerista ou

  - parecer terminativo ao Conselho Editorial ou Consultivo.

4.1 – A recomendação indicada no parecer solicitado na terceira avaliação definirá se o trabalho será ou não publicado.

5 – Havendo a recomendação para publicação, o(s) autor(es) terá(ão) até 20 dias úteis para fazerem as correções solicitadas e inserirem o novo arquivo na área de submissão, sob pena de exclusão da submissão.

6 – A gerência analisará se o trabalho está de acordo com as recomendações (se houver) e as normas da revista e, se for o caso, poderá encaminhar o trabalho para que o(s) parecerista(s) analise(m) se as correções foram realizadas.

A revista Trem de Letras mantém chamada contínua para cadastro de pareceristas ad hoc que estejam, no mínimo, em processo de doutoramento.

 

Política de Acesso Livre

A revista Trem de Letras oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

A revista não cobra dos autores qualquer taxa ou encargo referente ao processo de submissão, avaliação, edição e publicação.

A TL adota a política de acesso aberto conforme a LICENÇA BY-NC-ND 2.5 BR DA CREATIVE COMMONS

Políticas editoriais sobre plágio e boas práticas na publicação

A TL, procurando manter a qualidade dos trabalhos publicados e valorizar boas práticas na pesquisa e nas publicações, segue os princípios internacionais do Code of Conduct and Best Practice Guidelines for Journal Editors (http://publicationethics.org/resources/code-conduct).

No ato da submissão, o autor concorda com a Declaração de Responsabilidade e com o Termo de Transferências de Direitos Autorais e afirma ter realizado a verificação de plágio.

Durante a avaliação ou mesmo após a publicação do trabalho, se ainda assim for detectado indício de plágio, a TL poderá solicitar:

a) a correção do trabalho com a consequente eliminação do plágio ou

b) a exclusão do trabalho no processo de submissão ou a exclusão do trabalho já publicado.

Para cumprir os compromissos elencados, seguem orientações para editores, pareceristas e autores:

Editores:

- realizar uma análise para verificação de plágio ou autoplágio antes de enviar o trabalho para a avaliação por pares;

- excluir indícios que possibilitem a identificação do(s) autor(es) do trabalho;

- selecionar avaliadores observando se há conflito de interesse com os autores;

- encaminhar trabalhos por meio de avaliação cega e preservando a identidade dos avaliadores tanto para o(s) autor(es) quanto para os próprios avaliadores;

- definir se o trabalho será ou não publicado após o recebimento dos pareceres e do trabalho revisado (se for o caso) observando os critérios e as políticas da revista.

Pareceristas (pareceristas ad hoc ou membros do Conselho Editorial ou do Conselho Consultivo)

- informar, rapidamente, se aceita ou não avaliar o trabalho buscando contribuir para a agilizar o processo de avaliação;

- observar o critério de confidencialidade;

- recusar o convite para avaliação se conseguir identificar a autoria do trabalho a ser avaliado ou se perceber que há algum conflito de interesse;

- informar aos editores se observar haver semelhança entre o trabalho em análise e outro(s) já publicado(s);

- avaliar o trabalho observando apenas os critérios de avaliação e 

- não divulgar o trabalho (no todo ou em partes) antes da publicação do trabalho.

Autores:

Ao submeter um trabalho na TL, automaticamente os autores declaram que:

- a contribuição é original ou inédita e que não se configura plágio/autoplágio (no caso de submissão de textos já publicado, a informação deverá constar em nota de rodapé. Ex.: Este trabalho constitui-se uma versão atualizada...);

- o trabalho não está sendo avaliado por outra revista;

- foram excluídos todos os indícios que possibilitem a identificação de autoria;

- no caso de haver coautor, todos estão cientes dos critérios de avaliação e das políticas da revista;

- no caso de haver orientador do trabalho, este está indicado em nota de rodapé e não como coautor;

- no caso de tradução, deverá ser anexada a declaração de anuência do autor e a indicação (se) onde o trabalho, em língua estrangeira, foi publicado.

- possuem direitos autorais/autorização para uso de imagens (livros, internet, etc.);

- se o trabalho contou com apoio financeiro/agência de fomento;

- não farão a exclusão do manuscrito para publicação em outra revista se já tiverem recebido pelo menos um parecer avaliativo e

- revisar o texto conforme as sugestões do(s) parecerista(s) ou explicar por que não foi possível realizar as correções.

Sugere-se a editores, pareceristas e autores o uso de softwares de verificação de plágio (https://biblioteca.ifc.edu.br/verificadores-de-plagio/, https://ijnet.org/pt-br/story/3-verificadores-de-pl%C3%A1gio-online-gratuitos) e a leitura dos textos: Plágio: Não copie essa ideia!, Plágio, Code of Conduct and Best Practice Guidelines for Journal Editors, Ética de publicação  e Guia de boas práticas para o fortalecimento da ética na publicação Científica