Vetores Autorregressivos aplicados nos determinantes das exportações Brasil-China entre os anos de 2010-2016

Vanessa Siqueira Peres Da Silva, Michael Gonçalves Da Silva, Patrícia Menezes Da Rosa

Resumo


O presente estudo teve o propósito de analisar os determinantes das exportações de commodities do Brasil para a China no período recente de 2010 a 2016, através da investigação das variáveis taxa de câmbio real e preços internacionais. Para tanto, adotou-se o modelo de Vetores Auto Regressivos (VAR) cujo objetivo principal foi avaliar a influência de uma determinada variável sobre outra variável. Assim, evidenciou-se o papel dos preços internacionais como principal determinante das exportações de commodities do Brasil para a China no período analisado. Os resultados da função impulso resposta mostraram que as exportações do Brasil para a China reagem de forma positiva a um choque dos preços internacionais, isto significa que um aumento dos preços internacionais leva a uma elevação das exportações. Já diante de um choque da taxa de câmbio, a resposta das exportações brasileiras para a China foi negativa, indicando que uma apreciação da taxa de câmbio real leva a uma diminuição das exportações. Tais resultados encontram-se em conformidade com a teoria econômica. Portanto, verifica-se que as influências dos preços internacionais e da taxa de câmbio real foram os principais determinantes das exportações.

Palavras-chave


Vetores Autorregressivos; taxa de câmbio; commodities

Texto completo:

PDF

Referências


BACEN. Banco Central do Brasil. Disponível em: Acesso em: 08 de Jun. 2018.

COMTRADE. International Trade Statistics Database. Disponível em:

https://comtrade.un.org/data/ > Acesso em: 08 de Jun. 2018.

FMI. International Monetary Fund. Disponível em: < http://www.imf.org/external/index.htm > Acesso em: 08 de Jun. 2018.

GUJARATI, Damodar N.; PORTER, Dawn C. Econometria básica. 5. Ed. Porto Alegre: AMGH,2011.

MORETTIN, P. A.; TOLOI, C.M.C. Análise de séries temporais. São Paulo: EDGARD BLUCHER, 2008.