Avaliação de pulverizações de controle químico sob populações de Euschistus heros (Hemiptera, Pentatomidae) (Fabricius, 1974) e Edessa medtibaunda (Hemiptera, Pentatomidae) (Fabricius, 1974) em soja na fase reprodutiva plena cultivada em dois solos em Ron

Antônio Tavares de Souza Neto, Marcos Pires de Almeida, Sharrine Omari Domingues de Oliveira Marra, Bruna Ellusa Kroth, Lucas Dias Coutinho de Souza

Resumo


O experimento foi realizado na Fazenda Guarita localizado no município de Rondonópolis-MT. O objetivo foi avaliar a eficiência do agroquímico Connect® no controle de percevejos Euschistus heros (Hemiptera, Pentatomidae) (Fabricius, 1974) e Edessa meditabunda (Hemiptera, Pentatomidae) (Fabricius, 1974) em soja na fase reprodutiva (entre R3 a R6), considerando os tratos culturais e as recomendações técnicas utilizadas na propriedade. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com duas pulverizações, quatro tratamentos com oito repetições com fatorial 2X4X8, totalizando assim 64 amostragens. As parcelas foram constituídas de duas parcelas amostrais, localizadas no Latossolo Vermelho (LV) e no Plintossolo (FF) foram divididas em 4 tratamentos, em cada tratamento realizou-se 8 batidas de pano 1mX1m em oitos linhas em zig-zag. A primeira avaliação iniciou antes do período de aplicação de inseticida, como testemunha. Após a pulverização do controle químico realizou-se mais três avaliações, sendo elas em três, sete e quinze dias. Os tratamentos foram avaliados estatisticamente pelo método de Tukey a 5% de probabilidade. Observou-se que houve diferença significativa quanto as populações de percevejos antes e após pulverizações de defensivo agrícola, entre os estádios R3 a R5.5. O defensivo mostrou-se eficiente tendo seu efeito expressado aos três dias após as pulverizações, mas o mesmo mostrou-se mais eficiente aos sete dias após a pulverização, tendo seu pico de efeito aos quinze dias. Quanto ao nível populacional antes das pulverizações, houve diferença significativa entre as populações a 1% de probabilidade nos dois diferentes solos.

Palavras-chave


Eficiência de aplicação; Glycine max; Insetos sugadores

Texto completo:

PDF

Referências


CORRÊA-FERREIRA B, S. Suscetibilidade da soja a percevejos na fase anterior ao desenvolvimento das vagens. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.40, n.11, p.1067-1072, 2005.

DEPIERI, R. A.; PANIZZI, A R. Duration of feeding and superficial and in-depth damage to soybean seed by selected species of stink bugs (Heteroptera: Pentatomidae). Neotropical entomology. Piracicaba, SP, v.40, n.2, 2011.

EMBRAPA/CENARGEN, Neotropical Entomology. v. 38, n. 4, p. 459-463, 2009.

GAZZONI, D.L. Manejo de pragas da soja: uma abordagem histórica. Paraná, Londrina, EMBRAPA-CNPSo/SPI, p. 15, 24 e 46, 1994.

GAZZONI, D. L. Efeito de populações de percevejos na produtividade, qualidade da semente e características agronômicas da soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 33, n. 8, p. 1229-1237, 1994.

a RBras e 18o SEAGRO 29 de julho à 02 de agosto de 2019, Cuiabá - MT

GOELZER, G.; NUNES, J.; MOSCARDINI, V. F.; GONTIJO, P. da. C. Eficiencia de inseticida no controle de Euschistus heros na cultura da soja no estado do Paraná. Paraná, ed. Especial, p. 117-124, 2017.

GODOY, K.B.; ÁVILA, C.J.; DUARTE, M.M.; ARCE, C.C.M. Parasitismo e sítios de diapausa de adultos do percevejo marrom, Euschistus heros na região da Grande Dourados, MS. Ciência Rural, v.40, p.1199-1202, 2010.

HUSCH, P. E.; SOSA-GÓMEZ, D. R. Suscetibilidade de Euschistus heros a tiametoxam, lambda-cialotrina e acefato em mesorregiões do Paraná, Brasil. Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2013.

MEDEIROS, L.; MEGIER, G. A. Ocorrência e Desempenho de Euschistus heros (F.) (Heteroptera: Pentatomidae) em Plantas Hospedeiras Alternativas no Rio Grande do Sul. Depto. de Biologia e Química,Univ. Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul (UNIJUI), Neotrop. entomol.[online], vol.38, n.4, p. 459-463, 2009.

RIBEIRO, F. de C.; ERASMO, E. A. L.; GARCIA, J. P. DE M.; FARIAS, D. I. O. A. DE.; ROCHA, F. DE S.; CERQUEIRA, F. B. Eficiência de inseticidas no controle preventivo do percevejo marrom na cultura da soja. Tecnol. & Ciên. Agropec. João Pessoa, v.11, n.1, p. 25-30, 2017.

SEDIYAMA, T. Produtividade da Soja. Paraná, Londrina, v. 1, p. 11-217, 2016.

TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO DE SOJA: região central do Brasil 2005. Sistema de produção 6. Londrina: Embrapa Soja: Embrapa Cerrados: Embrapa Agropecuária Oeste: Fundação meridional, n. 6, p. 165-179, 2004.

TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO DE SOJA: região central do Brasil 2004. Sistema de produção 4. Londrina: Embrapa Soja: Embrapa Agropecuária Oeste: Embrapa Cerrados: EPAMIG: Fundação triângulo, n. 6, p. 161-175, 2003.

PANIZZI, A.R.; SMITH, J.G.; PEREIRA, L.A.G.; YAMASHITA, J. Efeito dos danos de Piezodorus guildinii (Westwood, 1837) no rendimento e qualidade da soja. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE PESQUISA DA SOJA, 1., 1979. Londrina. Anais... Londrina: Embrapa Soja, v. 2, p. 59-78, 1979.