Um novo modelo não linear para descrever curvas de crescimento de ovinos

André Luiz Pinto dos Santos, Jucarlos Rufino de Freitas, Eucymara França Nunes Santos, Frank Sinatra Gomes da Silva, Cicero Carlos Ramos de Brito, Moacyr Cunha Filho, Guilherme Rocha Moreira

Resumo


Neste trabalho, o objetivo foi propor um novo modelo a partir do método proposto por Santos et al. (2018), compará-lo com os modelos não lineares clássicos seguintes, Logístico, Von Bertalanffy, e Gompertz e selecionar o modelo mais adequado ao ajuste das curvas de crescimento em dados de cordeiro da raça Ile de France ao longo dos dias. Para isso, foram utilizados 31 indivíduos em nove momentos distintos, a saber: 0, 15, 30, 45, 60, 75, 90, 105 e 120 dias. Os parâmetros dos modelos foram estimados pelo método iterativo Gauss-Newton, utilizando-se o procedimento nls do programa computacional R. Os parâmetros estimados foram α (valor assintótico), β e γ (constantes de integração), m responsável pela forma e determinação do ponto de inflexão da curva e k (taxa de maturação). O desvio médio absoluto (DMA) e o quadrado médio do resíduo (QMR), foram utilizados como critérios para a escolha dos modelos que melhor se ajustaram aos dados. Os resultados mostram que o novo modelo é competitivo com os modelos clássicos para descrever as curvas de crescimento dos ovinos da raça Ile de France, por apresentar boa qualidade de ajuste e parâmetros com explicações biológicas de acordo com a metodologia e condições em que foi desenvolvido o presente estudo.


Palavras-chave


Produção Animal; Seleção de Modelos; Taxa de Crescimento

Texto completo:

PDF

Referências


BROW, J.E.; FITZHUGH JUNIOR, H.A.; CARTWRIGHT, T.C.A. A comparison of nonlinear models for describing weigt-age relationships in cattle. Journal of Animal Science, v.42, p.810-818, 1976.

DE ASSUMPÇÃO MAZZINI, A R.; MUNIZ, J. A.; FONSECA, F.; de AQUINO, L. H. Curva de crescimento de novilhos Hereford: heterocedasticidade e resíduos autorregressivos. Ciência Rural, v. 35, n. 2, p. 422-427, 2005.

FALCÃO, P. F.; PEDROSA, V. B.; MOREIRA, R. P., SIEKLICKI, M. D. F.; ROCHA, C. G.; SANTOS, I. C.; FERREIRA, E. M.; MARTINS, A. S. Curvas de crescimento de cordeiros da raça Ile de France criados em confinamento. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v. 16, n. 2, 2015.

GUEDES, M. H. P.; MUNIS, J. A.; PEREZ, J. R. O.; SILVA, F. F.; AQUINO, L. D.; SANTOS, C. L. Estudo das curvas de crescimento de cordeiros das raças Santa Inês e Bergamácia considerando heterogeneidade de variâncias. Ciência e Agrotecnologia, v. 28, n. 2, p. 381-388, 2004.

MALHADO, C.H.M.; CARNEIRO, P.L.S.; AFFONSO, P.R.A.M.; SOUZA JR, A. A. O.; SARMENTO, J. L. R. Growth curves in Dorper sheep crossed with the local Brazilian breeds, Morada Nova, Rabo Largo, and Santa Inês. Small Ruminant Research, v.84, p.16-21, 2009.

MOREIRA, R. P.; BRENO PEDROSA, V.; FALCÃO, P. R.; SIEKLICKI, M. D. F.; GOMES ROCHA, C.; CORDEIRO DOS SANTOS, I.; FERREIRA, E. M.; de SOUZA MARTINS, A. Growth curves for Ile de France female sheep raised in feedlot. Semina: Ciências Agrárias, v. 37, n. 1, 2016.

PASTERNAK, H.; SHALEV, B. A. The effect of a feature of regression disturbance on the efficiency of fitting growth curves. Growth, Development & Aging, Bar Harbor, v.58, n.1, p.33-39, 1994.

R Development Core Team. R: A language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 2016. URL http://www.R-project.org

RODRIGUES, A.; CHAVES, L. M.; SILVA, F. F.; ZEVIANI, W. Utilização da regressão isotônica em estudos de curvas de crescimento. Revista Brasileira de Biometria, v. 28, n. 4, p. 85-101, 2010.

SANTOS, A. L. P.; MOREIRA, G. R.; De BRITO, C. C. R.; GOMES-SILVA, F., DA COSTA, M. L. L.; PIMENTEL, P. G.; FILHO, M. C.; MIZUBUTI, I. Y. (2018). Method to generate growth and degrowth models obtained from differential equations applied to agrarian sciences. Semina: Ciências Agrárias, v. 39, n. 6, p. 2659-2672, 2018.

SARMENTO, J.L.R; REGAZZI, A.J.; SOUSA, W.H.; TORRES, R.A.; BREDA, F.C.; MENEZES, G.R.O. Estudo de Curvas de Crescimento de ovinos Santa Inês. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 35, n.2, p.435-444, 2006.

SILVEIRA, F. G.; FONSECA, F.; CARNEIRO, S. P. L. S.; MALHADO, C. H. M.; MUNIZ, J. A. Análise de agrupamento na seleção de modelos de regressão não-lineares para curvas de crescimento de ovinos cruzados. Ciência Rural, v. 41, n. 4, 2011.

SOUZA, G. da S. Introdução aos modelos de regressão linear e não linear. Brasília: Embrapa-SPI/Embrapa-SEA, 1998. 489p.

TEIXEIRA, M. C.; VILLARROEL, A. B.; PEREIRA, E. S.; de OLIVEIRA, S. M. P.; ALBUQUERQUE, Í. A.; MIZUBUTI, I. Y. Curva de crescimento de cordeiros oriundos de três sistemas de produção na Região Nordeste do Brasil. Semina: Ciências Agrárias, v. 33, n. 5, p. 2011-2018, 2012.