Estimativa do Tamanho Ótimo de Parcelas para Testes de Germinação de Sementes da Espécie Acácia polyphylla D. C.

  • Quintiliano Siqueira Schroden Nomelini Universidade Federal de Uberlândia
  • Carolina Juvelina Alves Universidade Federal de Uberlândia
  • Douglas Silva Oliveira Universidade Federal de Uberlândia
  • Alexandre Antônio Franzão Universidade Federal de Uberlândia
  • Denise Garcia Santana Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Teste de Germinação, Tamanho Ótimo de Parcela, Acácia polyphylla D.C.

Resumo

Estudos envolvendo a determinação do tamanho ótimo de parcela são importantes no planejamento experimental e, além disso, sua caracterização de forma otimizada permite a obtenção de resultados mais precisos. No entanto, esse tamanho não pode ser generalizado, pois deve-se considerar as características e especificidades de cada espécie, cultivar, local, variáveis a serem analisadas e métodos utilizados. Por essas razões, o objetivo do presente trabalho foi a utilização das metodologias de Máxima Curvatura Modificado, Modelo de Regressão Linear com Platô e Modelo de Regressão Quadrático com Platô, para a espécie Acacia polyphylla D.C., em três lotes de variabilidades distintas para a determinação de tamanho ótimo de parcela para esta espécie. Foram considerados ensaios em branco e condições ambientais idênticas de todas as unidades experimentais básicas (UEB), com a instalação dos experimentos de acordo com a metodologia proposta por Nomellini (2012) como sendo a melhor para teste de germinação da espécie em questão. Verificou-se para esta espécie que os Modelos de Regressão (Linear e Quadrático) reduziram os tamanhos de parcela de forma drástica e prejudicial, sendo adequado para a mesma o Método da Máxima Curvatura Modificado e reforçando a necessidade da utilização de mais de um método para a determinação dos tamanhos de parcela.

Referências

BRASIL. 1992. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Regras para análise de sementes. Brasília: SNDA/DNDV/CLAV.

LUCIO, A. D. et AL. Estimativa de parâmetros para o planejamento de experimentos com a cultura do pimentão em áreas restritas. Horticultura Brasileira, Brasília, v.22, n.4, p.766-770, out./dez. 2004.

NOMELINI, Q. S. S. Enfoque estatístico na validação de métodos para teste de germinação de sementes de florestais. 2012. 163p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitotecnia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia.

PARANAÍBA, P. F.Tamanho ótimo de parcelas em delineamentos experimentais}. 2007. 63 p. Dissertação (Mestrado em Estatística e Experimentação Agropecuária) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. 2014. ISBN 3-900051-07-0, URL url{http://www.r-project.org/}.

Publicado
10-12-2015