Aplicação de um teste bootstrap paramétrico para o índice de qualidade sensorial de berinjela minimamente processada

  • Rafael Lemos Bastos
  • Eric Batista Ferreira Professor Adjunto III Instituto de Ciências Exatas Universidade Federal de Alfenas
  • Marcelo Silva de Oliveira
  • Daniel Furtado Ferreira
  • Ismael Simão

Resumo

Na ciência dos alimentos, um dos campos mais importantes é a análise sensorial, onde avalia o produto e contribui para a determinação da sua qualidade e aceitação. Um ponto importante nesse campo é o estudo da vida de prateleira, pois a qualidade de um produto alimentício pode ser alterada ao decorrer do tempo. Imm, Lee e Lee (2011) propuseram um Índice de Qualidade Sensorial $(IQS)$ para indicar o comportamento da qualidade sensorial de um produto alimentício ao longo do tempo, de acordo com a reação do consumidor. Devido ao fato do $IQS$ fornecer apenas uma estimativa pontual, sem realizar um teste de hipóteses de inte\-res\-se com uma significância previamente estabelecida, Bastos (2013) propôs um teste {\it bootstrap} paramétrico ($BP$) para o $IQS$, tornando-o uma ferramenta melhor. O objetivo desse trabalho é apresentar o funcionamento do teste $BP$ na seção dos métodos, estudar dados de berinjelas, aplicando esse teste neles. Foi utilizado o software R (R CORE TEAM, 2014) para aplicação do teste e re\-pre\-sentação gráfica. O funcionamento do teste $BP$ foi apresentado em detalhes e aplicado nos dados de berinjela, informando que a qualidade sensorial das berinjelas avaliadas diminuiu, ao nível de 5\% de significância. Portanto, os consumidores dificilmente ficarão satisfeitos com esse alimento no fim da vida de prateleira.

Biografia do Autor

Eric Batista Ferreira, Professor Adjunto III Instituto de Ciências Exatas Universidade Federal de Alfenas
Doutor em Estatística e Experimentação Agropecuária com Pós-doutorado em Estatística Multivariada
Publicado
22-01-2015