O uso da análise de cluster no estudo de características pluviométricas

  • Éder Comunello
  • Lucio Borges de Araújo
  • Paulo Cesar Sentelhas
  • Mirian Fernandes Carvalho Araújo
  • Carlos Tadeu dos Santos Dias
  • Carlos Ricardo Fietz
Palavras-chave: precipitação, analise multivariada, estatística climatológica

Resumo

O objetivo deste trabalho foi identificar e caracterizar ambientes homogêneos com base na precipitação observada em Mato Grosso do Sul. Para esse fim, utilizaram-se dados provenientes de estações e postos pluviométricos localizados em Mato Grosso do Sul e entorno. Por meio de análise de agrupamento, empregando um método hierárquico e de aglomeração, baseado na distância euclidiana como medida de dissimilaridade e soma dos quadrados como critério de fusão (método de Ward), foram identificados três ambientes homogêneos em Mato Grosso do Sul. Esses ambientes homogêneos foram caracterizados avaliando-se suas estatísticas básicas e por meio de nova análise de agrupamento, desta vez avaliando o comportamento decendial da precipitação em cada grupo isoladamente.

Referências

BALDO, M.C.; ANDRADE, A.R.; MARTINS, M.L.O.F; NERY, J.T. Analise de precipitação pluvial do Estado de Santa Catarina associada com a anomalia da temperatura da superfície do oceano Pacıfico.

Revista Brasileira de Agrometeorologia, v.8, p.283-293, 2000.

EVERITT, B. S.; DUNN, G. Applied Multivariate Analysis. 2rd ed. London: Wiley, 2011, 342p.

FERNANDES, D. S.; Kruger, L. F.; HeinemannI,A. B.; Rocha, R. P. Identificação e caracterização de ambientes homogêneos de eventos de seca/umidade com base em simulações climáticas regionais. Bragantia, Campinas, v.71, p.290-298 2012.

GOPFERT, H.; ROSSETTI, L. A.; SOUZA, J. Eventos generalizados e seguridade agrícola. Brasılia: IPEA, 1993, 65p.

HARTIGAN, J.A. Statistical theory in clustering. Journal of Classification, v.2, p.63-76, 1985.

IBGE. Sistema IBGE de recuperação automática - SIDRA: Banco de Dados Agregados: Dados de previsão de safra: produção - hectare - Brasil e Mato Grosso do Sul - setembro de 2011. [Rio de Janeiro, 2011]. URL: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/prevsaf/default.asp?t=3&z=t&o.

KAUFMAN, L.; ROUSSEAU, W. Finding groups in data: an introduction to cluster analysis. New York: John Wiley & Son, 1990, 342 p.

KELLER-FILHO, T.; ASSAD, E. D.; LIMA, P. R. S. R. Regiões pluviometricamente homogêneas no Brasil. Pesqui. Agropecu. Bras, Brasília, v.40, p.311-322, 2005.

LUND, R.; LI, B. Revisiting climate region definitions via clustering. Journal of Climate, v.22, p.1787-1800, 2009.

MISHRA, A. K.; SINGH, V. P. A review of drought concepts. Journal of Hydrology, v.391, p.202-216, 2010.

MUNOZ-DIAZ, D.; RODRIGO, F.S. The North Atlantic oscillation and winter rainfall over the Siberian Peninsula as captured by cluster analysis. Geophysical Research Abstracts, v.5, p.865-885, 2003.

SALAS, J. D.; FU, C.; CANCELLIERE, A.; DUSTIN, D.; BODE, D.; PINEDA, A.; VINCENT, E. Characterizing the severity and risk of drought in the Poudre River. Journal of Water Resources Planning and Management, Colorado, v.131, p.383-393, 2005.

UNAL, Y.; KINDAP, T.; KARACA, M. Redefining the climate zones of Turkey using cluster analysis.

International Journal of Climatology, v.23, p.1045-1055, 2003.

UVO, B.C. Analysis and regionalization of the Northern European winter precipitation based on its relationship with the North Atlantic oscillation. International Journal of Climatology, v.23, p.1185-1194, 2003.

WARD, J.H. Hierarchical grouping to optimize an objective function. Journal of the American Statistical Association, v.58, p.236-244, 1963.

Publicado
10-10-2014