Uso do modelo logito generalizado na análise de dados da criminalidade em Santarém-PA.

  • Edilan Sant'Ana Quaresma Universidade Federal do Oeste do Pará Instituto de Ciências da Educação Programa de Pedagogia LCE/ESALQ/USP
  • Carlos Tadeu dos Santos Dias LCE/ESALQ/USP
  • Renata Alcarde LCE/ESALQ/USP
  • Ezequiel Abraham López Bautista USAC, Facultad de Agronoma LCE/ESALQ/USP
  • Jarsen Luis Catro Guimarães ICS/UFOPA
Palavras-chave: Criminalidade, Dados Categóricos, Modelo Logito Generalizado

Resumo

A  criminalidade  é  um fenômeno social amplamente disseminado nas  mais diferentes civilizações  modernas e objeto de estudo cada vez mais presente e defendido por pesquisadores de distintas  áreas do conhecimento. Compreender a relação existente entre diferentes variáveis relacionadas ao crime pode ser uma  ferramenta de grande importância  no planejamento e execução  de  políticas públicas concretas, direcionadas a minimização do problema. Uma das ferramentas  disponíveis  para essa compreensão  pode  ser realizada por meio do uso da análise de dados categóricos e suas ramificações. O trabalho aqui apresentado objetiva utilizar  o modelo logito generalizado para analisar a relação da renda e do uso de drogas no tipo de crime (contra a vida, contra o patrimônio, contra costumes e tráfico de entorpecentes) cometido por detentos da penitenciária agrícola Silvio Hall de Moura, emSantarém-Pa. Foram entrevistados 344 detento nos anos de 2004 e 2005, estudando o agente ativo do crime e não a vítima. Considerando o tipo de crime como variável resposta, o modelo logito generalizado foi o melhor ajustado aos dados, a partir do qual probabilidades de ocorrências de cada cruzamento das categorias foram preditas e, finalmente, chances e razões de chances foram obtidas.  O uso do modelo logito generalizado  mostrou-se eficiente no processo de análise de dados categóricos identificando, dentre outros fatores, que detentos com menores rendas apresentam maiores  chances  de cometerem crimes (patrimônio, costumes e tráfico de entorpecentes) quando comparados com crimes contra a vida, sendo esteo tipo de crime mais frequente no processo de condenação daqueles detentos.

Biografia do Autor

Edilan Sant'Ana Quaresma, Universidade Federal do Oeste do Pará Instituto de Ciências da Educação Programa de Pedagogia LCE/ESALQ/USP
Graduado em Estatística (UFPA/1993), Especialista em Educação Ambiental (UFPA/1995), Especialista em Estatística (UFPA-USP/1997), Mestre em Estatística (UFPE/2000), Doutorando em Estatistica e Experimentação Agronômica (USALQ-USP/2010). É professor assistente da Universidade Federal do Oeste do Pará, Instituto de Ciências da Educação, desde 1994.
Carlos Tadeu dos Santos Dias, LCE/ESALQ/USP
Professor Titular do LCE/ESALQ/USP
Renata Alcarde, LCE/ESALQ/USP
Professora LCE/ESALQ/USP
Ezequiel Abraham López Bautista, USAC, Facultad de Agronoma LCE/ESALQ/USP
Professor da Universidad de San Carlos de Guatemala
Jarsen Luis Catro Guimarães, ICS/UFOPA
Professor ICS/UFOPA

Referências

GIOLO, S.R. Introdução à análise de dados categóricos. UFPR,(Mini-curso), 2013. 225p.

GUIMARÃES, J.L.C. Criminalidade econômica: análise de fatores econômicos e sociais que influenciam as categorias de crimes no município de Santarém-Pa. Revista Jus Navigandi, Porto Alegre, 2009.

STUKEL, T.A. Generalized logistic models. J.Am. Statistical Assoc., 83, 1988. p.426-431.

Publicado
27-10-2014