Precipitação provável para o município de Afrânio-PE em diferentes níveis probabilístico

  • Edgo Jackson Pinto Santiago UFRPE
  • Luciano Pereira da Silva UFRPE
  • Frank Gomes Silva UFRPE
  • Antonio Samuel Alves da Silva UFRPE
Palavras-chave: distribuição gama, agricultura de sequeiro, semiárido, manejo da caatinga, irrigação

Resumo

O município de Afrânio está localizado na mesorregião do Rio São Francisco, inserido no polígono das secas é, portanto, marcado por intensa irregularidade de chuvas. Apesar disso, apresenta extensas área onde se realiza a agropecuária de sequeiro. Neste contexto, a escassez de recursos hídricos pode desempenhar um forte estorvo ao desenvolvimento socioeconômico. Sendo assim, estimativas da ocorrência de chuvas com determinado nível de probabilidade torna-se de grande importância para o planejamento agrícola por possibilitar determinação da época mais propícia a semeadura. Com isso, a proposta deste trabalho foi determinar a precipitação pluviométrica esperada em diferentes níveis de probabilidade para o município de Afrânio-PE visando definir melhor época para plantio de sequeiro e a época mais propícia para rebaixamento das plantas lenhosas da Caatinga visando o manejo pastoril de ovinos e caprinos criados extensivamente na região. O estudo foi realizado com dados pluviométricos mensais de uma série de 63 anos para município de Afrânio. As estimativas das precipitações pluviométricas mensais prováveis foram obtidas para os níveis de 90, 80, 75, 60, 50, 45, 40, 35 e 30% de probabilidade, utilizando-se a função de distribuição de probabilidade Gama. Verificou-se que o período chuvoso tem início em novembro podendo se estender até abril. A melhor época para o plantio de sequeiro no município de Afrânio-PE é o bimestre fevereiro-março, devido ter a menor probabilidade de ocorrência de períodos secos e maior possibilidade de períodos chuvosos consecutivos.

Referências

ANDRADE, A. R. S.; FREITAS, J. C.; BRITO, J. I. B.; GUERRA, H. O. C.; XAVIER, J. F. Aplicação da probabilidade condicional e do processo de cadeia de markov na análise da ocorrência de períodos secos e chuvosos para o município de Garanhuns, PE, Brasil. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science, Universidade de Taubaté, v. 4, n. 1, p. 169–182, 2009.

ARAÚJO FILHO, J. A. Manipulação da vegetação lenhosa da caatinga para fins pastoris. Embrapa Caprinos e Ovinos-Circular Técnica (INFOTECA-E), Sobral, CE: EMBRAPA-CNPC, 1992.

ARAÚJO FILHO, J. A.; CARVALHO, F. C.; GARCIA, R.; SOUZA, R. A. Efeitos da manipulação da vegetação lenhosa sobre a produção e compartimentalização da fitomassa pastável de uma caatinga sucessional. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 31, n. 1, p. 11–19, 2002.

ARAUJO, W. F.; ANDRADE JUNIOR, A. S.; MEDEIROS, R. D.; SAMPAIO, R.A. Precipitação pluviométrica mensal provável em Boa Vista, estado de Roraima, Brasil. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 5, n. 3, p. 563–567, 2001.

ASSIS, F. N.; ARRUDA, H. V.; PEREIRA, A. R. Aplicações de estatística a climatologia: teoria e prática. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas, 1996.

ÁVILA, L. F.; MELLO, C. R.; VIOLA, M. R. Mapeamento da precipitação mínima provável para o sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Departamento de Engenharia Agrícola-UFCG, Campina Grande, v. 13, n. suplemento, p. 906–915, 2009.

BARRETO, H. B. F.; PEREIRA, G. M.; SANTOS, W. O.; FREIRE, F. G. C.; MAIA, P. M. E. Avaliação de funções de probabilidade e relação-intensidade-duração-frequência para precipitação extrema em Nepomuceno-MG. Global Science and Technology, v. 8, n. 2, p. 118–127, 2015.

BELTRÃO, B. A.; MASCARENHAS, J. C.; MIRANDA, J. L. F.; SOUZA JUNIOR, L. C.; GALVÃO M. J. T. G.; PEREIRA, S. N. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea. diagnóstico do município de Afrânio, estado de Pernambuco. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005.

BERNARDO, S. Irrigação: total, suplementar, com déficit e de salvação. Revista Irrigação & Tecnologia Moderna, Brasília, n. 71/72, p. 64–68, 2006.

BLAIN, G. C.; PIEDADE, S. M. S.; CAMARGO, M. B. P.; GIAROLLA, A. Distribuição temporal da precipitação pluvial mensal observada no posto meteorológico do instituto agronômico, em Campinas, SP. Bragantia, v. 66, n. 2, p. 347–355, 2007.

FIETZ, C. R.; URCHEI, M. A.; FRIZZONE, J. A.; FOLEGATTI, M. V. Probabilidade de ocorrência de períodos secos e chuvosos na região de Dourados, MS. Irriga, Botucatu, v. 3, n. 1, p. 01–05, 1998.

JADOSKI, S. O.; CARLESSO, R.; MAGGI, M. F.; PETRY, M.; WOLSHICK, D. Efeito da lâmina de irrigação na senescência foliar do feijoeiro. Irriga, Botucatu, v.12, n. 04, p. 545–556, 2007.

LYRA, G. B.; GARCIA, B. I. L.; PIEDADE, S. M. S.; SEDIYAMA, G. C.; SENTELHAS, P.C. Regiões homogêneas e funções de distribuição de probabilidade da precipitação pluvial no estado de Táchira, Venezuela. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 41, n. 2, p. 205–215, 2006.

MARTINS, J. A.; DALLACORT, R.; INOUE, M. H.; SANTI, A.; KOLLING, E. M.; COLETTI, A. J. Probabilidade de precipitação para a microrregião de tangará da Serra, estado do Mato Grosso. Pesquisa Agropecuária Tropical, Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, v. 40, n. 3, p. 291–296, 2010.

MOREIRA, P. S. P.; DALLACORT, R.; MAGALHÃES, R. A.; INOUE, M. H.; STIELER, M.C.; SILVA, D. J.; MARTINS, J. A. Distribuição e probabilidade de ocorrência de chuvas no município de Nova Maringá-MT. Revista de Ciências Agro-Ambientais, v. 8, n. 1, p. 9–20, 2010.

PEREIRA FILHO, J. M.; ARAÚJO FILHO, J. A.; CARVALHO, F. C.; REGO, M. C. Disponibilidade de fitomassa do estrato herbáceo de uma caatinga raleada submetida ao pastejo alternado ovino-caprino. Livestock Research for Rural Development, v. 19, n. 2, 2007.

PEREIRA FILHO, J. M.; SILVA, A. M. A.; C ÉZAR, M. F. Manejo da caatinga para produção de caprinos e ovinos. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v. 14, n. 1, p. 77–90, 2013.

PINTO, M. F.; ALVES, D. G.; PAULINO, J.; COELHO, R. D. Distribuição de frequência da precipitação e sua aplicação no dimensionamento de projetos de irrigação suplementar. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada-RBAI, Fortaleza, v. 6, n. 4, p. 303–313, 2012.

PIZZATO, J. A.; DALLACORT, R.; TIEPPO, R. C.; MODOLO, A. J.; CREMON. C.; PALHANA, P. S. Distribuição e probabilidade de ocorrência de precipitação em Cáceres (MT). Pesquisa Agropecuária Tropical, Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, v. 42, n. 2, p. 137–142, 2012.

ROBERTON, G. W. Dry and wet spells: project field report agrometeorology A-6: UNDP/FAO technical assistence to the federal land development authotity. Jerantut: Tun Razak Agriculture Research Center, Jerantut, Pahang, Malaysia, 1976.

SANTIAGO, E. J. P. et al. SANTIAGO, E. J. P.; OLIVEIRA, G. M.; SILVA, R. R.; OLIVEIRA, V. E. A.; GONÇALVES, I. S. Ajuste da equação de hargreaves e samani a partir de dados lisimétricos para o município de Juazeiro, BA. Edição Especial Irriga & Inovagri, Botucatu, p. 108–114, 2016.

SANTIAGO, E. J. P.; OLIVEIRA, G. M.; LEITÃO, M. M. V. B. R.; MOURA, M. S. B.; GONÇALVES, I. S. Precipitação esperada, em diferentes níveis de probabilidade, na região de Juazeiro, BA. Journal of Environmental Analysis and Progress, v. 02, n. 4, p. 457–464, 2017.

SOUSA, S. A. V. Programa computacional para simulação da ocorrência de veranicos e queda de produção. Piracicaba, 1999. 124p. Tese (Doutorado) — Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/USP, 1999.

THOM, H. C. A frequency distribution for precipitation. Bulletin of America Meteorological Society, v. 32, n. 10, p. 397, 1951.

THOM, H. C. A note on the gamma distribution. Monthly Weather Review, v. 86, n. 4, p.117–122, 1958.

VIEIRA, J. P. G.; SOUZA, M. J. H.; TEIXEIRA, J. M.; CARVALHO, F. P. Estudo da precipitação mensal durante a estação chuvosa em Diamantina, Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Departamento de Engenharia Agrícola-UFCG, Campina Grande, v. 14, n. 7, p. 762–767, 2010.

Publicado
29-07-2019