Relações de poder no ensino de Língua Portuguesa

  • Rosângela Rodrigues Borges UNIFAL-MG
Palavras-chave: Identidade linguística. Ensino de escrita. Formação docente.

Resumo

Neste trabalho, buscamos analisar relações de poder no ensino de Língua Materna (LP), procurando identificar embates e mecanismos que envolvem a criação de “espaços identitários” na discursividade, tendo como fundamentação teórica estudos da Linguística Crítica e da Pragmática, além de estudos no campo da linguagem, ligados à identidade, numa visão pós-moderna.

Biografia do Autor

Rosângela Rodrigues Borges, UNIFAL-MG

Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1997), mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Uberlândia (2004) e doutorado em Letras (Filologia e Língua Portuguesa) na USP. Atualmente é professora no Curso de Letras e no Mestrado em História Ibérica da Universidade Federal de Alfenas. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: letramentos, gêneros do discurso acadêmicos e oficiais, ensino de língua e tecnologias.

Referências

ALTHUSSER, L. Aparelhos Ideológicos de Estado. Rio de Janeiro, RJ: Graal, 2ª edição, 1970 (edição 1985).
BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem, São Paulo, SP: Hucitec, 1995, 5a. ed. ( Trad. bras.). 1929.
BAGNO, Marcos. Preconceito lingüístico: o que é, como se faz. 10. ed. São Paulo: Loyola, 2002. 185 p.
______________ O poder da língua-linguagem. Disponível em : . Acesso em: 12 de dezembro de 2003.
______________ Que país? Que povo? Que língua? III Semana de Letras e Artes – Universidade Estadual de Feira de Santana -14 a 18 de junho de 1999. Disponível em : . Acesso em: 06 de abril de 2004.
BERTOLDO, Ernesto Sérgio. ___________________________________________, (Mestrado em Lingüística Aplicada) – Curso de Pós-Graduação em Lingüística Aplicada, UNICAMP. Ano 1995. _____ f. Dissertação de Mestrado, Campinas, 1995.
FAIRCLOUGH, Norman. Discourse and Social Change. Cambridge, Polity Press. 1992. 260 p.
FIGUEIREDO, C.A Leitura Crítica: mas isso faz parte do ensino de leitura? _ Subsídios para a Formação de Professores de Língua Estrangeira. p. 200-255. Tese de Doutorado. UNICAMP: São Paulo, 2000.
FRANCHI, Eglê. E as crianças eram difíceis... A Redação na Escola. São Paulo: Martins Fontes, 1987. 245 p.
GERALDI, João Wanderley. Portos de Passagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. 245 p.
HALL, Stuart. A identidade Cultural na Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2000. 102 p.
______________ Quem precisa da identidade? In: Identidade e diferença. Org. Tomaz Tadeu da Silva.1.ed. Petrópolis: Vozes, 2000. 103 p.
HALLIDAY, M. A. K; MCINTOSH, Angus; STREVENS, Peter. As Ciências Lingüísticas e o ensino de línguas. Petrópolis: Vozes, 1974. 352 p. (Tradução de Myriam Freire Morau)
ORLANDI, Eni Puccinelli. Identidade lingüística escolar. In: Signorini, I. (ed.) Lingua(gem) e Identidade. FAPESP. Unicamp: Mercado de Letras.1998.384p.
______________ Nem escritor, nem sujeito: apenas autor. In: Discurso e Leitura. Campinas: Ed. Unicamp, 1996.
PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso: Uma Crítica à Afirmação do Óbvio. Tradução Eni P. Orlandi et al. Campinas, SP: Edit. da Unicamp, 1975 (edição 1988).
POSSENTI, S. Por que (não) ensinar gramática na escola? _ Campinas-SP: Mercado de Letras,1996. 92 p.
SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidade e Diferença _ A Perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 1997. 130 p.
________________ A produção social da identidade e da diferença . In: Identidade e diferença.Org. Tomaz Tadeu da Silva.1.ed. Petrópolis: Vozes, 2000. p.73-103. 130 p.
SOARES, Magda. Linguagem e escola: uma perspectiva social. 1. ed. São Paulo: Ática, 1994.
________________ Letramento. Um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.
SUASSUNA, Lívia. Ensino de Língua Portuguesa: uma abordagem pragmática. 2. ed. Campinas, SP: Papirus, 1999.
WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: Identidade e diferença. Org. Tomaz Tadeu da Silva.1.ed. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 7-73.
Publicado
24-06-2021
Como Citar
Rodrigues BorgesR. (2021). Relações de poder no ensino de Língua Portuguesa. Revista (Entre Parênteses), 10(1), e021014. https://doi.org/10.32988/rep.v10n1.1569