RESISTÊNCIA E A BUSCA POR UMA IDENTIDADE EM THE AUTOBIOGRAPHY OF MY MOTHER

  • Norma Diana Hamilton Universidade de Brasília
Palavras-chave: termo 2, termo 3,

Resumo

Resumo: Neste artigo, partindo dos estudos de gênero e raça, discutimos a questão de resistência e busca por uma identidade no romance The Autobiography of My Mother da escritora afro-americana/caribenha Jamaica Kincaid. Esse bildungsroman apresenta a história da mulher negra Xuela Richardson, cuja mãe morre no momento em que ela nasce. A morte da mãe é um mistério para a narradora que busca regatar do silêncio, e construir uma conexão com a mãe. O título da obra deixa entrever uma integração das identidades de mãe e filha. Em seu longo processo de amadurecimento, Xuela expressa profunda liberdade sexual e controle sobre seu corpo, realizando um aborto auto-infligido, sangrento e doloroso, que a torna estéril pelo resto da vida. Determinada a desafiar os paradigmas de sua sociedade, esta personagem consolida suas capacidades de autodefinição e resistência, atingindo uma nova dimensão de ser, a de reexistência, na qual se autovaloriza e ganha força cada vez mais, para romper o ciclo da opressão.

Palavras-chave: Resistência; Identidade; Raça e Gênero.

Biografia do Autor

Norma Diana Hamilton, Universidade de Brasília
Doutorando em Teoria Literária e Literaturas pela Universidade de Brasília.
Publicado
18-12-2017
Como Citar
HamiltonN. D. (2017). RESISTÊNCIA E A BUSCA POR UMA IDENTIDADE EM THE AUTOBIOGRAPHY OF MY MOTHER. Revista (Entre Parênteses), 6(1). https://doi.org/10.32988/rep.v1i6.583
Seção
Dossiê Literatura e Resistência