Fundação Educacional de São José do Rio Pardo

Entre o privado e o público

Palavras-chave: Fundação, Autarquia

Resumo

No artigo, apresentamos a trajetória institucional da Fundação Educacional de São José do Rio Pardo em dois momentos: o primeiro, enquanto fundação pública de direito privado, entre 1985 e 2013; e o segundo momento, como fundação autárquica, de 2013 aos dias atuais. Em debate com a categoria de análise de setor público não-estatal, de Bresser-Pereira e Nuria Grau (1999), investigamos as relações entre a Fundação Educacional e o Poder Público, a transição passada pela instituição quanto ao seu Regime Jurídico Administrativo, em especial, a questão da formação do seu patrimônio inicial e a questão do regime trabalhista. Concluímos que a Fundação Educacional de São José do Rio Pardo, perante a legislação vigente, deve estar sujeita às regras da Administração Pública e do Direito Público, e não regida exclusivamente pelas regras de direito privado. Sobre a questão trabalhista, os servidores contratados anteriormente à adequação da natureza jurídica da instituição não estão contemplados pelo art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, diferentemente daqueles que ingressaram na instituição por meio de concurso público, após a Lei de Cargos e Salários e o Estatuto Social de 2014. A metodologia utilizada foi de análise documental.

Biografia do Autor

Ana Beatriz Maia, Universidade Federal de Alfenas

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP) e Pós-graduanda em Gestão Pública e Sociedade pela UNIFAL-MG.

Wesllay Carlos Ribeiro, Universidade Federal de Alfenas - MG

Doutor em Direito pela PUC Minas, Mestre em Direito pela UNESA, Especialização em direito Público e RPPS. Professor na Universidade Federal de Alfenas, campus Varginha. Principais áreas de atuação: Direito, Saúde, Previdência e Educação Financeira. 

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Decreto-Lei nº 5.442, de 01 maio 1943. Consolidação das Leis do Trabalho. Rio de Janeiro, 1943. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Decreto-Lei/Del5452compilado.htm>. Acesso em: 03 mai. 2022.

BRASIL. Decreto-Lei nº. 200, de 25 jan. 1967. Brasília: Senado Federal, 1967. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil/decreto-lei/Del0200compilado.htm>. Acesso em: 10 mar.2022.

BRASIL. Decreto-Lei nº. 900, de 29 de set. 1969. Altera disposições do Decreto-Lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967, e dá outras providências. Brasília: Senado Federal, 1969. Disponível em: < https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1960-1969/decreto-lei-900-29-setembro-1969-375217-norma-pe.html> . Acesso em: 7 de jul. 2022.

BRASIL. Lei nº. 5.692, de 11 de ago. de 1971. Brasília: Senado Federal, 1971. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1970-1979/lei-5692-11-agosto-1971-357752-publicacaooriginal-1-pl.html> . Acesso em: 07 jul. 2022.

BRASIL. Lei n. 7.596, de 10 abr. 1987. Altera dispositivos do Decreto-lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967, modificado pelo Decreto-lei nº 900, de 29 de setembro de 1969, e pelo Decreto-lei nº 2.299, de 21 de novembro de 1986, e dá outras providências. Brasília: Senado Federal, 1987. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7596.htm> . Acesso em 07 jul. 2022.

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Lei n. 1.263, 17 jul. 1985. Autoriza o Poder Executivo a instituir a Fundação Educacional de São José do Rio Pardo. São José do Rio Pardo, Câmara Municipal, 1985. Disponível em:< https://file.camarasjriopardo.sp.gov.br/70952/lei/arquivo/CODIGOLEI_01-001263.pdf> Acesso em: 30 jun 2022.

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Lei nº 4.031, de 8 de março de 2013. Dispõe sobre o plano de cargos e salários da Fundação Educacional de São José do Rio Pardo e dá outras providências. São José do Rio Pardo. Câmara Municipal Disponível em: < https://file.camarasjriopardo.sp.gov.br/70952/lei/arquivo/CODIGOLEI_01-004031.pdf> . Acesso em 13 fev. 2022.

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Lei n. 4.399, de 24 de outubro de 2014. Atribui o nome de Edifício Instituidores da Fundação Educacional, ao prédio da Fundação Educacional, localizado na Av. Deputado Eduardo V. Nasser, nº 850, São José do Rio Pardo/SP. São José do Rio Pardo: Câmara Municipal. Disponível em: <https://file.camarasjriopardo.sp.gov.br/70952/lei/arquivo/CODIGOLEI_01-004399.pdf>. Acesso em: 2 jul. 2022.

CONAM. Criação de “Escola de Administração”. Fundação Educacional de São José do Rio Pardo. Parecer. Aspectos Gerais. Orientação, N. 87837.01.0001/2021, 10 de maio de 2021, São José do Rio Pardo, 2021.

DI PIETRO. M. S. Z. Direito Administrativo. 22ª ed. São Paulo: Atlas, 2009.

DI PIETRO, M S. Z.; MARTINS JÚNIOR, W. P. Teoria Geral e Princípios do Direito Administrativo. 2ª ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2019. In: CONAM. Criação de “Escola de Administração”. Fundação Educacional de São José do Rio Pardo. Parecer. Aspectos Gerais. Orientação, N. 87837.01.0001/2021, 10 de maio de 2021, São José do Rio Pardo, 2021.

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Ação Declaratória. São José do Rio Pardo, 20 nov. 2008, p.1-19.

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Estatuto, 8 agosto de 1985. São José do Rio Pardo, 1985. Disponível em: https://file.camarasjriopardo.sp.gov.br/70952/lei/arquivo/CODIGOLEI_01-001263.pdf> Acesso em: 30 jun. 2022.

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Estatuto Social da Fundação Educacional. 24 julho de 2014. São José do Rio Pardo, 2014. Disponível em: <https://www.imprensaoficialmunicipal.com.br/sjriopardo>. Acesso em: 03 jun. 2022.

GALVÃO, R. Fundações públicas: natureza jurídica e aspectos polêmicos na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 - uma perspectiva tópica. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-Graduação em Direito, Centro de Ciências Jurídicas, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 1998.

LOBO, T. Descentralização: conceitos, princípios, prática governamental. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 74, p. 5–10, 2013. Disponível em: <https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/1078> . Acesso em: 10 jul. 2022.

LOPES, E. M. T; FARIA FILHO, L. M; VEIGA, C. G. (Orgs.) 500 anos de educação no Brasil. 2ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

MAIA, A. B. F. Fachada da Fundação Educacional de São José do Rio Pardo. 2021. 1ª fotografia.

MAIA, A. B. F. Fundadores da Fundação Educacional. 2022a. 2ª fotografia.

MAIA, A. B. F. Placa de homenagem da entrega do prédio. 2022b. 3ª fotografia.

MELLO, C. B. D. Consulta. Autarquias. Fundações Públicas e Fundações privadas. Institutos e estabelecimentos. Fundação de Amparo à Pesquisa. 22 de abr. 1962, p.199. Disponível em:

<https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rda/article/view/25854/24716>. Acesso em : 19 mar 2022.

MELLO, C. B. D. Curso de Direito Administrativo. 26 ed. São Paulo: Malheiros, 2008. In: SIQUEIRA REIS, T. A Fiocruz entre o público e o privado. Faces de Clio, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 135, 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufjf.br/index.php/facesdeclio/article/view/26544> . Acesso em: 8 mai. 2022.

MENESES, U. T. B. Memória e cultura material: documentos pessoais no espaço público. Estudos Históricos. vol.11, n. 21, p. 89-103, 1998. Disponível em: <https://repositorio.usp.br/item/000982130>. Acesso em: 13 out. 2022.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Parecer. Autos n. 1.541/08, 15 julho 2009, p. 466-477.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Recomendação administrativa. Procedimento SEI nº. 29.0001.0122637.2020-92, 15 junho 2021, p.1-3.

PAES. J. E. S. Fundações: origem e evolução histórica. Revista de Informação Legislativa, a.35, n. 140, out./dez., p.41 -48, 1998.

PAES. J. E. S. Fundação pública instituída pelo Poder Público com personalidade jurídica de direito privado. R. Art. Minist. Públ. Dist. Fed. Terit., n. 4, p.97-128, 2010. Disponível em: <https://fundacoes.mppr.mp.br/arquivos/File/Artigo_Sabo_Paes_Fundacoes_publicas_de_direito_privado.pdf>. Acesso: 30 abr. 2022.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. Fundação Educacional. São José do Rio Pardo, s/p., 2022. Disponível em: <https://saojosedoriopardo.sp.gov.br/2021/?menu=noticia_detalhe&id=444&id_menu_c=2> . Acesso em 04 jul. 2002.

RODRIGUES, S. Direito Civil. Parte Geral. São Paulo: Ed. Saraiva, 13a Ed., 1983, p.79- 80.

SIQUEIRA REIS, T. A Fiocruz entre o público e o privado. Faces de Clio, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 131–154, 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufjf.br/index.php/facesdeclio/article/view/26544> . Acesso em: 8 mai. 2022.

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (BRASIL). Acórdão. Recurso extraordinário. Repercussão geral reconhecida. Direito do Trabalho. Direito Constitucional. Ação trabalhista. Demanda de servidor da Fundação Padre Anchieta – Centro Paulista de Rádio e TV Educativas - pelo reconhecimento de sua estabilidade no emprego em razão do disposto no art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT). Brasília, 7 ago. 2019, p.1-128. Disponível em: <https://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=753132907> Acesso em: 6 jul. 2022.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO, Acórdão, n. 2012. 0000271727, São Paulo, 13 jun. 2012.

Publicado
21-11-2022
Como Citar
MaiaA. B., & RibeiroW. C. (2022). Fundação Educacional de São José do Rio Pardo: Entre o privado e o público. Caderno De Estudos Interdisciplinares, 4(1), 35-60. Recuperado de https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/cei/article/view/1974