OS GESTOS AFILIATIVOS COMO ELEMENTOS DE ABORDAGEM DO PASSADO RECENTE DA ESPANHA EM DUAS OBRAS DE ALMUDENA GRANDES

  • Flavio Pereira Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu
Palavras-chave: Almudena Grandes;, El Corazón helado;, El lector de Julio Verne;, Memória Coletiva

Resumo

Almudena Grandes é uma experiente ficcionista espanhola. Sua obra teve uma primeira etapa marcada pela exploração da condição feminina na sociedade espanhola pós-franquista. A partir de El corazón helado (2007), a autora abandona o núcleo temático anterior e passa a desenvolver um projeto literário relacionado com a recuperação da memória do passado recente da Espanha, entendido como os últimos oitenta anos da história do país. Esta obra seria a primeira do ciclo Episodios de una guerra interminable, mas sua extensão ultrapassou em muito o previsto e foi publicada como uma obra independente. Em 2010, aparece Inés y la alegría, a primeira obra do ciclo de inspiração galdosiana, que pretende abordar episódios mal conhecidos ou totalmente desconhecidos relacionados ao passado espanhol no eixo II República-guerra civil-ditadura franquista. Neste trabalho, abordamos, sobretudo, a segunda obra do ciclo – El lector de Julio Verne, de 2012, para verificar como se dá a presença dos gestos afiliativos, uma estratégia de construção ficcional já presente em El corazón helado. Observa-se que na obra mais recente não há o sentimentalismo que caracteriza a intriga de El corazón helado e se ressalta o papel da literatura para a reconstrução da identidade do protagonista e o questionamento de seus vínculos sociais.

Biografia do Autor

Flavio Pereira, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu

Doutor em Letras (Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e HispanoAmericana) pela Universidade de São Paulo, com uma tese sobre o tratamento da memória coletiva dos vencidos da Guerra Civil Espanhola e da ditadura franquista no romance espanhol contemporâneo (pós-2000) e suas tensões com o mercado. Licenciado em Letras Português/Espanhol pela UNESP (1996), especialista em Lingüística Aplicada em Língua
Estrangeira pela UNIOESTE (2002) e mestre em Letras (Literatura e Vida Social) pela UNESP (2006), com a dissertação "A poetização da guerra contra o Paraguai em Los conjurados del Quilombo del Gran Chaco". Em
2007 obteve o diploma do Máster de Alta Especialización en Filología Hispánica do ILE/CSIC de Madrid, com uma tesina sobre "El discurso realista de cuatro narrativas literarias y cinematográficas iberoamericanas contemporáneas", em que  analisa a representação da marginalidade urbana em três romances e filmes ibero-americanos. Obteve a distinção "sobresaliente cum laude" na defesa desta tesina. Desde 2000 atua como professor efetivo da UNIOESTE, no Centro de Educação e Letras do Campus de Foz do Iguaçu. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, com ênfase em Metodologia de Ensino de Espanhol Como Língua Estrangeira e no ensino e pesquisa em Teoria Literária e Literatura Comparada, com ênfase na narrativa histórica iberoamericana contemporânea e a recuperação da memória da Guerra Civil Espanhola e do franquismo no romance espanhol contemporâneo. No ensino, vem se dedicando às disciplinas de Língua Espanhola, História e Cultura de Língua Espanhola, Literatura Espanhola, Literatura Hispano-americana, Estudos Comparativos entre Literatura e Cinema e Francês: Leitura e Oralidade. Foi 1º Tesoureiro da ABH
(Associação Brasileira de Hispanistas) no período de 2014 a 2016 e fez parte da diretoria da Adunioeste - Seção Sindical do ANDES Sindicato Nacional Docente entre 2018 e 2020.

Referências

CAREAGA, Raquel Arias. Galdós y la renovación de la novela. In: PÉREZ GALDÓS, Benito. Tristana. Madrid: Akal, 2001, p. 5-53.

FABER, Sebastiaan. La literatura como acto afiliativo: la nueva novela de la guerra civil (2000-2007). In: ALVAREZ BLANCO, Palmar e DORCA, Toni (org.) Contornos de la literatura española actual (2000-2010). Un diálogo entre creadores y críticos. Madrid: Iberoamericana; Frankfurt: Vervuert, 2011, p. 101-110.

GRANDES, Almudena. Atlas de geografia humana. Rio de Janeiro: Globo Livros, 1998.

______. Castillos de cartón. Barcelona: Tusquets, 2004.

______. El corazón helado. Barcelona: Tusquets, 2007.

GRANDES, Almudena. El lector de Julio Verne. 4.ed. Barcelona: Tusquets, 2016.

______. Inés y la alegría. Barcelona: Tusquets, 2010.

______. Las edades de Lulú. XI Premio La Sonrisa Vertical. Barcelona: Tusquets, 1989.

______. Los aires difíciles. Barcelona: Tusquets, 2002.

______. Modelos de mujer. Barcelona: Tusquets, 1996.

MAINER, José-Carlos. Para un mapa de lecturas de la guerra civil (1960-2000). In: JULIÁ, Santos (dir.) Memoria de la guerra y del franquismo. Madri: Fundación Pablo Iglesias/Taurus, 2006, p. 135-161.

PEREIRA, Flavio. Entre o trágico e o romanesco: a memória dos vencidos no romance espanhol do século XXI. 2019. 240 f. Tese (Doutorado em Letras) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, USP, São Paulo, 2019.

Publicado
21-12-2021
Como Citar
PereiraF. (2021). OS GESTOS AFILIATIVOS COMO ELEMENTOS DE ABORDAGEM DO PASSADO RECENTE DA ESPANHA EM DUAS OBRAS DE ALMUDENA GRANDES. Revista (Entre Parênteses), 10(2), 01-16. https://doi.org/10.32988/rep.v10n2.1538
Seção
DOSSIÊ LITERATURA DE AUTORIA FEMININA EM LÍNGUA ESPANHOLA EM PERSPECTIVA