IMAGENS DO INSÓLITO E DA HISTORICIDADE EM CHICOS QUE VUELVEN (2011) E NUESTRA PARTE DE NOCHE (2019), DE MARIANA ENRÍQUEZ

  • Daniele Aparecida Pereira Zaratin Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Ana Lúcia Trevisan Universidade Presbiteriana Mackenzie
Palavras-chave: Imagens;, Insólitos;, Historicidade;

Resumo

Este artigo objetiva propor algumas reflexões sobre as intersecções entre o insólito e a historicidade presentes em dois textos ficcionais: a novela Chicos que vuelven (2011) e o romance Nuestra parte de noche (2019), da escritora argentina Mariana Enríquez. A partir dessas narrativas, pretende-se analisar de que forma a composição de imagens do insólito ressaltam os aspectos da historicidade, destacando o estreito vínculo entre ambos ao mesmo tempo em que evidencia a excepcionalidade da própria realidade. Para tanto, os estudos de F. Furtado (1980), R. Ceserani (2006), R. Campra (2008), D. Roas (2011), entre outros, servirão de apoio teórico. Com isso, espera-se que as reflexões expressas neste artigo possam iluminar perspectivas analítico-interpretativas acerca da obra da escritora argentina e da produção literária contemporânea que dialoga com as distintas vertentes do insólito ficcional.  

Biografia do Autor

Daniele Aparecida Pereira Zaratin, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutora em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em sua tese tratou da produção literária feminina hispano-americana que dialoga com distintas vertentes do Insólito Ficcional. Com financiamento da CAPES e apoio da Universidade Presbiteriana Mackenzie, participou do Programa Doutorado-Sanduíche na University of Houston (EUA) com supervisão da escritora e professora doutora Cristina Rivera Garza. Em sua dissertação de Mestrado, analisou as narrativas do escritor mexicano Carlos Fuentes que se relacionam com a Literatura Fantástica. Bacharel e Licenciada em Letras (Português-Espanhol), atua no ensino das línguas espanhola e portuguesa, assim como de suas respectivas literaturas.

Ana Lúcia Trevisan, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo na área de Literatura Espanhola e Hispano-Americana. Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie, insituição na qual desenvolve pesquisa na área dos estudos literários, com ênfase na Literatura Brasileira e Hispano-americana, principalmente nos temas relacionados à literatura latino-americana contemporânea, às relações dialógicas entre discurso histórico e literário e aos limites da narrativa fantástica.

Referências

CAMPRA, Rosalba. Territorios de la ficción: lo fantástico. Sevilla: Editorial Renacimiento, 2008.

CESERANI, Remo. O fantástico. Tradução: Nilton Cezar Tridapolli. Curitiba: Ed. UFPR, 2006.

CROS, Edmond. La sociocrítica. Madrid: Arco Libros, 2009.

ENRÍQUEZ, Mariana. Chicos que vuelven. Villa María: Eduvim, 2011. E-book.

_________________. Nuestra parte de noche. Barcelona: Ed. Anagrama, 2019.

FURTADO, Filipe. A construção da narrativa fantástica. Lisboa: Livros Horizonte, 1980.

OLEA-FRANCO, Rafael. En el reino de los aparecidos: Roa Bárcena, Fuentes y Pacheco. México: El Colegio de México, 2004.

Publicado
21-12-2021
Como Citar
ZaratinD. A. P., & TrevisanA. L. (2021). IMAGENS DO INSÓLITO E DA HISTORICIDADE EM CHICOS QUE VUELVEN (2011) E NUESTRA PARTE DE NOCHE (2019), DE MARIANA ENRÍQUEZ . Revista (Entre Parênteses), 10(2), 01-24. https://doi.org/10.32988/rep.v10n2.1439
Seção
DOSSIÊ LITERATURA DE AUTORIA FEMININA EM LÍNGUA ESPANHOLA EM PERSPECTIVA