Gestão de serviços do SUAS: desafios e potencialidades no contexto de um município do interior de São Paulo

Palavras-chave: Gestão Municipal, Assistência Social, Serviços Socioassistenciais

Resumo

A Gestão Pública passou por transformações que a direcionaram ao planejamento estratégico, eficiência e a participação social, assim como no caso da Gestão da Política de Assistência Social. O objetivo do presente estudo consistiu em analisar a percepção de seis gestores dos serviços socioassistenciais de um município do interior de São Paulo, sobre os avanços, potencialidades, desafios e críticas acerca da gestão do SUAS. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, e os dados foram analisados baseando-se na análise de conteúdo de Bardin. Foram elencadas categorias de acordo com o discurso dos participantes (percepção sobre o trabalho, desafios, potencialidades, avanços e retrocessos, críticas e sugestões). Observou-se que temas como gestão de equipe, gestão de território, ausência de vigilância socioassistencial, dificuldade de articulação intersetorial e de consolidação de fluxos, se destacaram como desafiadores. Já a equipe comprometida foi salientada como principal potencialidade. Destacou-se ainda que a implantação do novo aplicativo do Cadastro Único, e a diminuição dos repasses de verbas federais e estaduais foram consideradas como retrocessos. Em contrapartida, a desburocratização e informatização que surgiram a partir da pandemia, foram vistas como avanços. Sugere-se, por fim, ampliar o estudo incluindo gestores dos serviços de proteção social especial de alta complexidade, de execução indireta.

Biografia do Autor

Aline Gomes da Silva Pimentel, Universidade Federal de Alfenas

Mestre em Psicologia pela Universidade São Francisco (USF Itatiba) e Pós-graduanda em Gestão Pública Municipal pela UNIFAL-MG.

Adílio Renê Almeida Miranda, Universidade Federal de Alfenas

Doutor em Administração pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e docente no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) da UNIFAL-MG.

Referências

ABEGG, C.; MIX, S. Proteção social básica – CRAS e seu papel frente às demandas pela pandemia. In: Administração Pública em Perspectiva: pesquisas e relatos de experiência. Campo Grande: Editora Inovar, 2021. p. 96-103.

BARDIN, L. Análise de conteúdo: a visão de Laurence Bardin. São Paulo: Edições, v. 70, p. 229, 2011.

BRANDÃO, F. Deputados temem fraude e exclusão com aplicativo de Cadastro Único. Câmara dos Deputados, 2021. Disponível em: https://www.camara.leg.br/noticias/759712-deputados-temem-fraude-e-exclusao-com-aplicativo-de-cadastro-unico/.Acesso em: 05, junho, 2022.

BRASIL, Política Nacional de Educação Permanente do SUAS/ Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – 1ª ed. – Brasília: MDS, 2013, 57p. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Normativas/Politica-nacional-de-Educacao-permanente.pdf. Acesso em: 05 nov. 2022.

BRASIL. Resolução CNAS nº 13, de 13 de maio de 2014. Inclui na Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, aprovada por meio da Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009, do Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS. Brasília: MDS, 2014. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Normativas/tipificacao.pdf. Acesso em: 05 nov. 2022.

BRASIL, Política Nacional de Assistência Social – PNAS; Norma Operacional Básica –NOB/Suas. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome–Secretaria Nacional de Assistência Social, 2005. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/public/NOBSUAS_2012.pdf. Acesso em: 05 nov. 2022.

BRASIL, Lei nº 8.742. Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS). Brasília: DF, 7 de dezembro de 1993. BRASIL, Lei nº 1074/2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8742.htm. Acesso em: 05 nov. 2022.

BRASIL. Política Nacional de Assistência Social (PNAS); Norma Operacional Básica – NOB/Suas. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – Secretaria Nacional de Assistência Social, 2005. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/public/NOBSUAS_2012.pdf. Acesso em: 05 nov. 2022.

BRASIL. Ministério da Cidadania. Blocos e Recursos. Portal Suas em Números, 2022. Disponível em http://assistenciasocialnosmunicipios.org:8080/app/transferencias. Acesso em 06, junho, de 2022. Disponível em: https://assistenciasocialnosmunicipios.org/ Acesso em: 05 nov.

CAROLO, D. T. N.; MILANI, M. L.; MITURA, A. C. Intervenções territorializadas pela política pública de assistência social nos CRAS: benefícios eventuais em tempos de pandemia. Anais do Simpósio Latino-Americano de Estudos de Desenvolvimento Regional, [S.L.], v. 2, n. 1, 2020.

COUTO, B. R. et al. O Sistema Único de Assistência Social: uma nova forma de gestão da assistência social. Concepção e gestão da proteção social não contributiva no Brasil, p. 205-217, 2009.

CRUS, J. Gestão do trabalho e vigilância socioassistencial: inovação na gestão pública da Assistência Social. Gestão do Trabalho e Educação Permanente do SUAS em Pauta/Organizador: José Ferreira da Crus. et al.-Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, 1ª ed. Brasília: MDS, p. 13-28, 2014.

DE SÁ NUNES, I.; CAFFÉ FILHO, H. P. Perspectivas e Desafios da Gestão Pública Contemporânea. Revista de Psicologia, [S.L.], v. 13, n. 45, p. 715-733, 2019.

GUESSER, J. C. A. B. O Papel do CRAS na distribuição de cestas básicas em meio à pandemia do convid-19 em Barra do Garça-MT/2020. Revista de Ciência Política, Direito e Políticas Públicas -POLITI (K) CON, v. 1, n. 1, p. 68-83, 2021.

GOMES, A. L. de Q. A Gestão Municipal da Política de Assistência Social na Concepção da Equipe Multidisciplinar do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Município De Ferreiros-PE. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. IFPB:

LARIÚ, C. I. et al. Avaliação qualitativa dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social: gestão, organização e implementação dos serviços socioassistenciais. Revista Brasileira de Avaliação, [S.L.], v. 7, p. 56-81, 2020.

NASCIMENTO, H. F. Experiências na gestão de conflitos no âmbito público: averiguação de casos em um periódico científico. Revista Científica on-line-Tecnologia, Gestão e Humanismo, [S.L.], v. 8, n. 2, 2018.

PEREIRA, P. A. P. A assistência social prevista na Constituição de 1988 e operacionalizada pela PNAS e pelo SUAS. SER Social, [S.L.],, n. 20, p. 63–84,

SANO, H.; MONTENEGRO FILHO, M. J. F. As técnicas de avaliação da eficiência, eficácia e efetividade na gestão pública e sua relevância para o desenvolvimento social e das ações públicas. Desenvolvimento em questão, [S.L.], v. 11, n. 22, p. 35-61, 2013.

SILVA, V. P. A gestão dos Centros de Referência da Assistência Social-CRAS em foco: um estudo do município do Rio de Janeiro. Dissertação (Mestrado em Política Social) - ESS - Escola de Serviço Social, PPGESS - Programa de Estudos Pós-Graduados em Política Social - Niterói, 2012.

SOUZA, S. P.; BRONZO, C. Os desafios da gestão territorial na proteção básica em uma metrópole. Serviço Social & Sociedade, [S.L.], n. 137, p. 54-73, abr. 2020. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0101-6628.201.

SPOSATI, A. Modelo brasileiro de proteção social não contributiva: concepções fundantes. Concepção e gestão da proteção social não contributiva no Brasil, p. 13-56, 2009.

TÉCNICAS, Orientações. Centro de Referência de Assistência Social-CRAS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Brasília, 2009. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Cadernos/orientacoes_Cras.pdf. Acesso em: 02 nov. 2022.

TÉCNICAS, Orientações. Centro de Referência Especializado de Assistência Social-CREAS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Brasília, 2011. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Cadernos/orientacoes_Cras.pdf. Acesso em: 02 nov. 2022.

TÉCNICAS, Orientações. Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro Pop. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Brasília, 2011. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Cadernos/orientacoes_centro_pop.pdf. Acesso em: 02 nov. 2022.

VIDAL, J. P.; FILHO, Duarte S. R. Desafios de uma nova gestão pública para o desenvolvimento dos municípios no Pará. Novos Cadernos NAEA, [S.L.], v. 14, n. 2, 2016.

Publicado
17-11-2022
Como Citar
PimentelA. G. da S., & MirandaA. R. A. (2022). Gestão de serviços do SUAS: desafios e potencialidades no contexto de um município do interior de São Paulo. Caderno De Estudos Interdisciplinares, 4(1), 11-34. Recuperado de https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/cei/article/view/1971