AS MULHERES E OS SABERES HERDADOS E PRODUZIDOS NA GASTRONOMIA DO MUNICÍPIO DE AGUDO – RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29327/243949.2.4-2

Palavras-chave:

Gastronomia típica, Guardiãs dos saberes, território, re-territorialização, Patrimônio Cultural

Resumo

Agudo, município localizado na região central do estado do Rio Grande do Sul, tem como característica promover eventos que envolvem a gastronomia típica para evidenciar a cultura germânica. Portanto, o presente trabalho tem como objetivo identificar o patrimônio produzido a partir da gastronomia típica alemã no município de Agudo/RS bem como, a desterritorialização e re-territorialização vivenciada por estes imigrantes. Objetiva verificar de que forma a gastronomia típica auxiliou no processo de re-territorialização e na construção da identidade do indivíduo bem como no processo de se sentir pertencente ao novo grupo em um novo território. Além disso, visa identificar quais pratos típicos existentes oriundos da cultura germânica em Agudo e quais as interferências culturais e de ingredientes locais que fizeram/fazem parte do preparo deste alimento, porém sem modificar a essência da receita original e dos significados que transmite desde o seu preparo até a ato de alimentar. A pesquisa também tem como objetivo buscar identificar as mulheres detentores das receitas desses pratos típicos e de conhecer a forma que esse conhecimento é preservado e como mantém viva a cultura germânica em seu seio familiar e na comunidade em que está inserida. 

Referências

ALMEIDA, M. G. de. Para além das crenças sobre alimentos, comidas e sabores da natureza. Mercator, Fortaleza, v. 16, e16006, 2017. DOI: https://doi.org/10.4215/rm2017.e16006 ISSN: 1984-2201. Universidade Federal do Ceará.

BELUZZO, R. A Valorização da Cozinha Regional. In: 1ª Congresso Brasileiro de
BIERNACKI, P.; WALDORF, D. Snowball sampling: problems and techniques of chain referral sampling. In.: Sociological Methods & Research, Thousand Oaks, v.10, n.2, p. 141-163, nov. 1981.

CANESQUI, A. M. Comentários sobre os Estudos Antropológicos da Alimentação. In: CANESQUI, A. M.; GARCIA, R. W. D. Antropologia e Nutrição: um diálogo possível. 1° ed. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2005.

CUNHA, Jorge Luiz da. Os colonos alemães de Santa Cruz e a fumicultura: Santa Cruz do Sul; Rio Grande do Sul - 1849/1881. Dissertação de Mestrado em História do Brasil. Curitiba: UFPR, 1988.as - sistema de vizinhança.

DANSERO, E.; PUTTILI, M. Multiple Territorialities of Alternative Food Networks: Six Cases from Piedmont, Italy. Local Environment, V. 19, N. 6, p. 626–643, 2013.
DE DAVID, C. Temas em geografia rural [recurso eletrônico] / Organização Glaucio José Marafon, Marcelo Cervo Chelotti, Vera Lúcia Salazar Pessôa. - 2. ed. - Rio de Janeiro : EdUERJ, 2020. 1 recurso online (549 p.) : ePub.

FRANZONI, E. A gastronomia como elemento cultural, símbolo de identidade e meio de integração. 2016. 81. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação). Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Lisboa, Portugal, 2016.

FROEHLICH, J. M.; DULLIUS, P. R.; VENDRUSCOLO, R. Território Quarta Colônia/RS: patrimônio cultural e gastronomia em foco. 2008. Acesso em: 10 abr. 2021. Disponível em: http://www.augm-cadr.org.ar/archivos/7mo-coloquio/mesa_5/20080290.pdf.

GARCIA, R. W. D. Antropologia e Nutrição: um diálogo possível. 1° ed. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2005. Gastronomia e Segurança Alimentar, Brasília - DF. Coletânea de palestras. Brasília, 2004.

HAESBAERT, Rogério. Des-territorialização e identidade : a rede “gaúcha” no Nordeste / Rogério Haesbaert. –– Niterói : EDUFF, 1997.
HEGEL, G. W. F. Princípios de filosofia do direito. Lisboa: Guimarães Editores, 1959.

IANNI, O. Dialética e capitalismo: ensaio sobre o pensamento de Marx. Petrópolis: Vozes, 1982.

IBGE, Censo Agropecuário 2017 - Resultados definitivos
KALE, S. H. Spirituality, religion, and globalization. Journal of Macromarketing, V. 24, N. 2, p. 92- 107, 2004.
KALE, S. H.; ZLATEVSKA, N. Globalization, Reterritorialization, and Marketing. The Journal of Internationalization and Localization, Volume 1, p. 150 – 167, 2009.

KEDA, J.P. Culture, food and nutrition in increasingly culturally diverse societies. In: A sociology of food and nutrition: The social appetite. @ed. Oxford University Press: National Library of Australia, 2004.

KONDER, Leandro. O que é Dialética. 17. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987.

KREMER, P.; DELIBERTY, T. Local Food Practices and Growing Potential: Mapping the Case of Philadelphia. Applied Geography, v. 31, p. 1252–1261, 2011.
LODY, R. Comer é pertencer.In: 1ª Congresso Brasileiro de Gastronomia e Segurança Alimentar, Brasília, DF. Coletânea de palestras. Brasília, 2004.

LOWY, M. Ideologias e ciência social: elementos para uma análise marxista. 12.ed.São Paulo: Cortez, 1998.

MARX, K. Introdução. In: ______. Para a crítica da economia política; Salário, preço e lucro; O rendimento e suas fontes: a economia vulgar. São Paulo: Abril Cultural, 1982a. p.3-21. (Os economistas).

MONTANARI, M. O mundo na cozinha: história, identidade, trocas. São Paulo: Senac, 2009.

PADOIN, M. M.; FIGUEIRÓ, A.; CRUZ, J.A.S. Educação patrimonial em territórios geoparques [recurso eletrônico] : uma visão interdisciplinar na Quarta Colônia – Santa Maria, RS : FACOS-UFSM, 2021.1 e-book: il.

Pereira, S.M. (2004, maio)> Mulheres italianas e suas caixinhas de lembranças: memória e fotografia delimitando a fronteira ética e construindo identidade (1889-1948). Trabalho apresentado npo VII Encontro Nacional de História Oral, Goiânia, Brasil.

REIS, S. da S. QUARTA COLÔNIA: ASPECTOS DE SUA IDENTIDADE CULTURAL /TERRITORIAL. Boletim Gaúcho de Geografia. Porto Alegre, n. 23, p. 97 - 104, março, 1998.

ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. Geografia do Brasil. 2a ed. São Paulo: EDUSP, 1998.

SANTOS, M. de O.; ZANINI, M. C. C. Especificidades da Identidade de descendentes De italianos no sul do Brasil: breve análise das regiões de Caxias do Sul e Santa Maria. Revista Antropolítica. Niterói, n. 27, p. 21-41, 2. sem. 2009. Disponível em:http://www.revistas.uff.br/index.php/antropolitica/issue/view/1/showToc. Acesso em: 30 junho 2022.

SEM AUTOR: DIÁRIO EXPLICA: Por que a quarta colônia tem esse nome?. Diário de Santa Maria. Disponível em: https://diariosm.com.br/diario-explica-por-que-a-quarta-colonia-tem-esse-nome/. Acesso em: 03 de julho de 2022.

SEM AUTOR: FOME ZERO. Bolsa Família. Disponível em: https://bolsa-familia.info/fome-zero.html. Acesso em: 21 de junho de 2022.

SEM AUTOR: HISTÓRIA. Município de Agudo. Disponível em: https://agudo.rs.gov.br/municipio/historia. Acesso em: 21 de junho de 2022.

SEM AUTOR: NEER. Disponível em: https://neer.com.br/. Acesso em: 03 de março de 2022.

SEM AUTOR: OS NOVE MUNICIPIOS DA QUARTA COLONIA. Geoparque Quarta Colonia. Disponível em: https://www.geoparquequartacolonia.com.br/quem-somos/os-nove-municipios-da-quarta-colonia. Acesso em: 21 de junho de 2022.
SEM AUTOR: PROJETO DE LEI. Disponível em: https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&q=Projeto+de+Lei+Org%C3%A2nica+de+Seguran%C3%A7a+Alimentar+e+Nutricional+%28PL+n%C2%BA+6.047%2F2005%29. Acesso em: 03 de março de 2022.

SEYFERTH, Giralda, IDENTIDADE ÉTNICA, ASSIMILAÇÃO E CIDADANIA A imigração alemã e o Estado brasileiro (*) Trabalho apresentado no XVI Encontro Anual da ANPOCS. Caxambu, MG, 22-25 de outubro de 1993.

SIENA, O.; MENEZES, D. S. Gestão do conhecimento em Reservas extrativistas. 2007. Acesso em: 12 abr 2021. Disponível em: www.unifae.br/publicacoes/pdf/IIseminario/pdf.../praticas_19.pdf.

SIMSON, Olga Rodrigues de Moraes. Memória, cultura e poder na sociedade do esquecimento. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 6, p. 14-18, may 2003. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://www.fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/57>. Acesso em: 27 junho 2022. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v0i6.57.
SOARES, D. M. M.; LIRA, E. R.; BARREIRA, C. C. M. A; CARNEIRO, V. A. Geografia e Território: abordagens conceituais na perspectiva do materialismo histórico. Revista Mirante, Anápolis (GO), v. 12, n. 1, jun. 2019.

VASCONCELOS, revista nutrição p 443 Combate à fome no Brasil: uma análise histórica de Vargas a Lula Fighting hunger in Brazil: a historical analysis from Presidents Vargas to Lula 2005.

WERLANG, W. História da Colônia Santo Ângelo/ Williang Werlang – Santa Maria: Pallotti, 1995.

WISKERKE, J. On Places Lost and Places Regained: Reflections on the Alternative Food Geography and Sustainable Regional Development. International Planning Studies, V. 14, N.4, p. 369–387, 2009.

ZIEGLER J. - Destruição em massa - geopolítica da fome/Jean Ziegler; tradução de José Paulo Netto. - 1.ed.-São Paulo: Cortez, 2013.

Downloads

Publicado

03-10-2022

Como Citar

MAIQUIÉLI CASTILHOS LAMPERT, Nalini; SCHIAVONI CARDOSO, Eduardo. AS MULHERES E OS SABERES HERDADOS E PRODUZIDOS NA GASTRONOMIA DO MUNICÍPIO DE AGUDO – RS. Boletim Alfenense de Geografia, [S. l.], v. 2, n. 4, p. 19–36, 2022. DOI: 10.29327/243949.2.4-2. Disponível em: https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/boletimalfenensedegeografia/article/view/1949. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático