DESIGUALDADE SOCIOESPACIAL, ESCUTA NÔMADE, PAISAGEM SONORA E O ENSINO DE GEOGRAFIA: O MAPA SONORO DE JOÃO MONLEVADE-MG

  • Leandro Marques dos Santos Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
Palavras-chave: Mapa Sonoro, Linguagens, Ensino de Geografia

Resumo

Como proposta de compreensão das complexidades espaciais do mundo, especialmente sob a dinâmica escolar, o Ensino de Geografia deve estar atento a linguagens que orientam na produção de conhecimentos geográficos, os quais servirão como elementos auxiliares no trabalho docente para o desenvolvimento do pensamento e da capacidade de interação com o mundo. Neste sentido, neste trabalho ganha centralidade um processo fundamental no ensino de geografia: compreender a lógica produtora do espaço geográfico, usando de reflexões geográficas e históricas. Diante disso, o uso do mapa sonoro como recurso de ensino-aprendizagem traz elementos que fundamentam a explicação de fenômenos como expansão do perímetro urbano de uma cidade e suas dinâmicas de produção.

Biografia do Autor

Leandro Marques dos Santos, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)

Graduação em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Referências

CALDEIRA, Teresa Pires do Rio. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo, Editora 34/Edusp, 2000. p. 211.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Ed. Paz e Terra, 1999.

FERNANDES, Anedmafer Mattos. Paisagem Sonora e o Ensino de Geografia: quatro minutos e trinta e três segundos de leitura do espaço. Entre-Lugar. Dourados, ano 1, n. 1, p. 113-132, 1º semestre de 2010.

FÓRUM DAS ÁGUAS: EVENTO VAI INICIAR DEBATES SOBRE SITUAÇÃO HÍDRICA DE MONLEVADE. JORNAL DE FATO. João Monlevade. Disponível em <https://defatoonline.com.br/forum-das-aguas-evento-vai-iniciar-debates-sobre-situacao-hidrica-de-monlevade/ > Acesso em: 22 de novembro de 2021.

GÓES, M.C. A construção de conhecimentos e o conceito de zona de desenvolvimento proximal. In: MORTIMER, E.F.; SMOLKA, A.L.B. (Org.). Linguagem, cultura e cognição: reflexões para o ensino e a sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 77-88

LEFEBVRE, Henri. De l’État, tome III: le mode de production étatique. Paris: Union Générale d’Editions, 1977.

LEFEBVRE, Henri. Espace et Politique, 2e édition, Paris, Anthropos, 2000.

LEFEBVRE, Henri. A revolução urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

LEFEBVRE, Henri. La producción del espacio. Madrid: Capitán Swing, 2013.

LEFEBVRE, Henri. Rhythmanalyis: space, time and everyday life. New York: Bloomsbury Academic, 2013.

MACHADO, Renata Silva. Abordagem aos sons da cidade: entre o cotidiano e a prática científica Revista Iluminuras v.11, n.25, 2010. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/iluminuras/article/view/15559/9233 p.1-11

NASCIMENTO, Ruben O. Um estudo da mediação na teoria de Lev Vygotsky e suas implicações para a educação. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia-MG: UFU, 2014.

PEREIRA, Joel dos Santos. A paisagem que vejo e construo: A aplicação da aula passeio freinetiana como práxis da educação patrimonial em uma escola da cidade de João Monlevade-MG. 2018. 236 p. Dissertação (Mestrado em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania) - Universidade Federal de Viçosa, 2018.

POUILLAUDE, A. (1998). Gouvernance et d´eveloppement des micro-entreprises: Approche conceptuelle et m´ethodologique. Document de travail 25, CED, Universit´e Montesquieu-Bordeaux IV, Bordeaux. Putnam, R. (1993). Making Democracy W.

QUEIROZ, Paula Cristina Diniz, A relação entre especulação imobiliária e a segregação urbana. Uberlândia – Universidade Federal de Uberlândia, 2007.

RELATÓRIO TÉCNICO: ATUALIZAÇÃO DO ZONEAMENTO DO MAPA ANEXO I DO PLANO DIRETOR. Prefeitura Municipal de João Monlevade. Relatório. João Monlevade. 2015.

RODRIGUES, Arlete Moysés. Desigualdades Socioespaciais - A luta pelo direito à cidade. Cidades, Brasília - DF, v. 4, ed. 6, p. 73-88, 5 dez. 2016.

SANTOS, Fátima Carneiro dos. Música das ruas: o exercício de uma "escuta nômade". Revista Eletrônica da Anppom, [s. l.], v. 7, p. 62-71, 10 set. 2000

SCHAFER, Murray. O ouvido pensante. Trad. Marisa Fonterrada et alii. São Paulo: EDUNESP, 1991.

SCHAFER, Raymond Murray. O ouvido pensante. São Paulo, Ed. Unesp, 2011.

VIANNA, Graziela Mello. Paisagem Sonora Urbana: escutas de Belo Horizonte. RESGATE - VOL. XXII, N.28 - JUL./DEZ. 2014. p.81-90.

Publicado
14-06-2022
Como Citar
SantosL. M. dos. DESIGUALDADE SOCIOESPACIAL, ESCUTA NÔMADE, PAISAGEM SONORA E O ENSINO DE GEOGRAFIA: O MAPA SONORO DE JOÃO MONLEVADE-MG. Boletim Alfenense de Geografia, v. 2, n. 3, p. 62-76, 14 jun. 2022.