A PERSPECTIVA DOS PROFESSORES DE HISTÓRIA ACERCA DO TRABALHO COM A DIVERSIDADE CULTURAL NA PENÍNSULA IBÉRICA
Capa da Revista Indagações em Educação
PDF

Palavras-chave

Idade Média; Península Ibérica; Diversidade Cultural.

Como Citar

Maria Aparecida Avelino. (2021). A PERSPECTIVA DOS PROFESSORES DE HISTÓRIA ACERCA DO TRABALHO COM A DIVERSIDADE CULTURAL NA PENÍNSULA IBÉRICA . Indagações Em Educação, 1(1), 94-112. Recuperado de https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/indagacoesemeducacao/article/view/1594

Resumo

A presente reflexão buscou conhecer o modo pelo qual a temática acerca da diversidade cultural na Península Ibérica Medieval é tratada nas aulas de História e para isso desenvolveu-se uma pesquisa qualitativa com a realização de entrevistas com professores dos primeiros anos do ensino médio. As análises evidenciaram que as formações acadêmica e profissional constituem fatores preponderantes para o desenvolvimento de uma prática docente comprometida com a diversidade. As questões de intolerância racial e religiosa são trabalhadas a partir dos conflitos que surgem no ambiente da sala de aula e da contextualização dos conteúdos dos livros didáticos. As referências à Península Ibérica são ainda problemáticas, pois incluem vários estereótipos genéricos sobre o medievo.

Palavras-chave: Idade Média; Península Ibérica; Diversidade Cultural.

 

PDF

Referências

BITTENCOURT, C. Abordagens Históricas sobre a História Escolar. Rev. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 36, n.1, p. 83-104, jan./abr., 2011.

______. Ensino de História: fundamentos e métodos. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

BLOCH, Marc. Apologia da história, ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

CHOPPIN, Alain. O Historiador e o Livro Escolar. Rev. História da Educação. ASPHE/FaE/UFPel, Pelotas (RS), v.6, n.11, p. 5-24, abr. 2002. Disponível em: . Acesso em: 7 mar. 2020.

FELDMAN, S.A. Como tratar dos judeus no ensino de Idade Média? Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG. Belo Horizonte, v.6, n.11, out. 2012. ISSN: 1982-3053. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2016.

FONSECA, S. G. Didática e prática de ensino em História: experiências, reflexões e aprendizados. 13. ed. Campinas: Papirus, 2013.

LIMA, M. P. Representações da Península Ibérica nos livros didáticos: os (des)compassos entre a escola e a academia. Rev. História Comparada, Rio de Janeiro, v. 6, n.1, p. 165-196, jul. 2012. Disponível em: . Acesso em: 17 fev. 2020.

MACEDO, J. R. Repensando o ensino da Idade Média no ensino de História. In: KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2007.

OLIVEIRA, N. A. S de. Os estudos da Idade Média em livros didáticos e suas implicações no Ensino de História. Cadernos do Aplicação (UFRGS), Porto Alegre, v. 23, n.1, p. 101-123, 2010.
PEREIRA, N. M. As representações do Outro nos livros didáticos de História, no Brasil e na Espanha: uma leitura inicial. Rev. Iberoamericana de Educación. n.º 50/6 25 out. 2009. Disponível em:< http://rieoei.org/3087.htm>. Acesso em 23 fev. 2020.

_______. Ensino de História, medievalismo e etnocentrismo. Rev. Historiæ. Porto Alegre, v.3, n. 3, p. 223-238, 2012.

RIBEIRO, A. N. F. & SIQUELLI, S. A. Ensino de História e Propostas Curriculares Oficiais: Análise por meio de protocolos. Rev. História e Perspectivas, Uberlândia, n. 53, p. 99-121, jan/jun. 2015.

SENKO, E. C. O passado e o futuro assemelham-se como duas gotas d’agua: uma reflexão sobre a metodologia da Historia de Ibn Khaldun (1332-1406). 2012. 209f. Dissertação (Mestrado em História) – UFPR, Curitiba, 2012.

SILVEIRA, A. D. Europeização e/ou Africanização da Espanha Medieval: Diversidade e unidade cultural europeia em debate. História, Franca, v. 28, n. 2. 2009. Disponível em: . Acesso em 27 ago. 2020.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.