ENTRE MONTANHAS, VALES, ESPAÇOS RURAIS E URBANOS: O ARRANJO POPULACIONAL DE ITAJUBÁ, SUL DE MINAS

Autores

  • Alexandre Carvalho de Andrade IFSULDEMINAS/UNIFAL-MG

DOI:

https://doi.org/10.29327/243949.3.6-3

Palavras-chave:

Cidade Média; Dinâmicas Socioespaciais; Espaços Rurais; Turismo.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo demonstrar as inter-relações entre a cidade média de Itajubá e os municípios que formam, junto com ela, um “Arranjo Populacional” no Sul de Minas. Recentemente algumas importantes mudanças ocorrem neste contexto espacial, dentre elas a intensificação da migração pendular, e a expansão de novas práticas econômicas, dentre elas o turismo. Para sua realização foram utilizados, de maneira integrada, de procedimentos metodológicos como levantamento e análise de indicadores demográficos, consultas bibliográficas e cartográficas e trabalhos de campo.

Biografia do Autor

Alexandre Carvalho de Andrade, IFSULDEMINAS/UNIFAL-MG

Doutor em Geografia (UNESP - Rio Claro)

Professor do IFSULDEMINAS – Poços de Caldas / PPGEO UNIFAL-MG

Referências

AMORIM FILHO, O.B; RIGOTTI, J.I.R; CAMPOS, J. Os níveis hierárquicos das cidades médias de Minas Gerais. Ra’ega, n.13, p. 7-18. 2007.

ANDRADE, A.C. A importância do turismo para a diversificação das atividades econômicas na região de Itajubá (MG). Monografia (Bacharelado em Geografia). Instituto de Geociências e Ciências Exatas - UNESP, Rio Claro, 2001.

ANDRADE, A.C. Pouso Alegre (MG): Expansão urbana e as dinâmicas socioespaciais em uma cidade média. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas - UNESP, Rio Claro, 2014.

ANDRADE, A.C; FERREIRA, E.R. Produção familiar, conservação ambiental e turismo no espaço rural da microrregião de Itajubá, Minas Gerais. Campo - Território, v. 8, p. 315-341, 2013.

ANDRADE, A.C; CUNHA, R.R. As formas de crescimento e o zoneamento morfológico-funcional da cidade média de Itajubá (Minas Gerais). GeoUERJ, n. 43, p. 1-25, 2023.

BERNARDES, L.M.C. Enciclopédia dos municípios brasileiros: Grande Região Leste – o planalto. Rio de Janeiro: IBGE, 1963.

EGLER, C.A.G. Subsídios à caracterização e tendências da rede urbana do Brasil: configuração e dinâmica da rede urbana. Petrópolis: IPEA/IBGE/UNICAMP, 2001.

HESPANHOL, R.A.M. Campo e Cidade, Rural e Urbano no Brasil Contemporâneo. Mercator, v.12, n. 2, p. 103-112, 2013.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): Arranjos Populacionais e Concentração Urbana no Brasil. Rio de Janeiro, 2015.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Regiões de Influência das Cidades 2018. Rio de Janeiro, 2020. 196 p.

NOGUEIRA, M.; GARCIA, R.A. A inserção das cidades médias na rede urbana brasileira. Terra Plural, v.1 n.2, p. 61-71, 2007.

RIGOTTI, J.I.R; CAMPOS, J. Movimentos Populacionais e as Cidades Médias de Minas Gerais. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE MIGRAÇÕES, 6. Belo Horizonte, 2009. Anais... Belo Horizonte: ABEP, 2009. p. 1-27.

SILVA, F.K.C. A urbanização e reestruturação espacial no bairro Correinha, no município de Piranguçu (MG). Monografia (Bacharelado em Geografia). UNIFAL-MG, Alfenas, 2018.

Downloads

Publicado

22-11-2023

Como Citar

CARVALHO DE ANDRADE, Alexandre. ENTRE MONTANHAS, VALES, ESPAÇOS RURAIS E URBANOS: O ARRANJO POPULACIONAL DE ITAJUBÁ, SUL DE MINAS. Boletim Alfenense de Geografia, [S. l.], v. 3, n. 6, p. 33–45, 2023. DOI: 10.29327/243949.3.6-3. Disponível em: https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/boletimalfenensedegeografia/article/view/2280. Acesso em: 13 abr. 2024.