Análise do mercado brasileiro de biodiesel através das perspectivas dos leilões públicos

  • Carina Teixeira da Costa Machado Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Ronaldo Perez Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Em 7 anos as ações do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) inseriu o biodiesel na matriz energética brasileira. O mercado, que é controlado pela Agencia Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) via leilões públicos, possui caráter social instituído pelo Selo Combustível Social, concedido às empresas que adquirem parcela de sua matéria prima de agricultores familiares. Dessa forma buscou-se analisar o mercado de biodiesel por meio de consulta bibliográfica, documental e legislativa; fez-se uso de modelagem e simulação, e do Método de Monte Carlo. Verificou-se que a aquisição de matérias primas da agricultura familiar é crescente (26,2% em 2010); e que as mudanças nos mecanismos de leilão não interferem no preço médio de comercialização do biodiesel, atendendo então, outras demandas de mercado. Identificou-se ainda outros modelos de comercialização de biodiesel em três grupos de países: Alemanha e França, Estados Unidos, Itália e Argentina.

Biografia do Autor

Carina Teixeira da Costa Machado, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Bacharel em Ciências Econômicas com ênfase em Agronegócios pela Universidade Federal de Viçosa (MG). Tem experiência na área de bioenergia, economia agrária e desenvolvimento econômico e social, atuando principalmente nos seguintes temas: biodiesel, análise de mercado e estudos de políticas públicas. Atualmente é mestranda de Ciências Sociais, Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).
Ronaldo Perez, Universidade Federal de Viçosa
Possui graduação em ENGENHARIA QUIMICA - Departamento de Engenharia Química (1992), mestrado em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia Química (1995) e doutorado em Engenharia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (2003). É professor adjunto III do Departamento de Tecnologia de Alimentos, vinculado a Universidade Federal de Viçosa . Tem experiência na área de Projetos Agroindustriais e Engenharia Econômica, atuando principalmente nos seguintes temas: viabilidade técnica e economica, analise de custos, competitividade, lay-out industrial, legislação e investimentos, com atuação destacada na área de biodiesel.
Publicado
29-09-2014